A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

02/06/2010 08:45

Médico suspeito de morte em lipoaspiração é suspenso

Redação

O médico Alexsandro de Souza está interditado cautelarmente, ou seja, não pode exercer a medicina. Ele é acusado de ser o responsável pela morte da paciente Cristiane Medina Dantas, 24 anos, ocorrida após lipoaspiração em junho de 2008.

A decisão preliminar é do Conselho Federal de Medicina e está publicada no Portal do Médico.

Alexsandro responde ao processo criminal e outro administrativo, junto ao CRM/MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul), que corre em segredo.

Cristiane foi submetida à cirurgia na clínica montada pelo médico em Fátima do Sul, e faleceu seis dias depois. Atualmente, a unidade médica está fechada.

O MPE (Ministério Público Estadual) ingressou com Ação Civil Pública para impedir que o médico operasse no local. A clínica não atendia às normas para funcionamento e o médico não é habilitado para a realização de cirurgias plásticas.

A especialidade de Alexsandro de Souza é cirurgia geral e, por este motivo, não pode realizar procedimentos como este. No entanto, desde 2007 ele faz cirurgias plásticas.

A estimativa é que pelo menos 100 pessoas tenham sido operadas pelo profissional. Ele atuava em Fátima do Sul, Naviraí, Juti e Dourados.

Algumas pacientes atendidas pelo médico ficaram com marcas e acusam o médico por erro.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions