A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/08/2013 21:03

Médicos cubanos desembarcam no Brasil

Ana Cristina Campos, Agência Brasil

O primeiro grupo de médicos cubanos que vêm para o Brasil trabalhar pelo Programa Mais Médicos chegaram hoje (24) ao Recife, às 13h55, e a Brasília, às 18h. Na capital federal, eles desembarcaram no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek.

O restante do grupo desembarca neste domingo (25) em Fortaleza, às 13h20, no Recife, às 16h, e em Salvador, às 18h, segundo o ministério. Ao todo, 644 médicos, incluindo os 400 cubanos, com diploma estrangeiro chegam ao Brasil até amanhã (25). Na sexta-feira (23), começaram a chegar os médicos inscritos individualmente em oito capitais.

Os profissionais cubanos fazem parte do acordo entre o ministério com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) para trazer, até o final do ano, 4 mil médicos cubanos. Eles vão atuar nas cidades que não atraírem profissionais inscritos individualmente no Mais Médicos. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, rebateu as críticas das entidades médicas que questionam a formação médica dos profissionais cubanos.

Sobre as críticas de que os médicos cubanos vão receber menos (entre R$ 2,5 e R$ 4 mil) do que os outros médicos do programa, que vão ganhar R$ 10 mil, o ministro destacou que não é possível fazer comparação por serem realidade diferentes. “Os médicos cubanos têm uma carreira e vínculo permanente com Cuba, o fato de virem em uma missão internacional faz com que os salários deles aumente, é um bônus no salário além da remuneração que vão ter aqui, diferentemente de outros médicos estrangeiros que vêm para cá [Brasil] e não têm emprego no país de origem”, disse Padilha.

Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...


O governo brasileiro não pode admitir uma coisa dessa, subordinando-se ao governo cubano para pagar os salários dos médicos. Isto é uma vergonha e se observa que a cada dia o Brasil da um passo a mais rumo ao socialismo. Por outro lado estes médicos que estão chegando tem que fazer o REVALIDA, em iguais condições com os médicos brasileiros aqui formados. O povo tem que acordar para a atual realidade. Não queremos socialismo e nem comunismo no Brasil, e esse governo do PT aos poucos está implantando devagarinho os métodos comunista em nosso país. Acorda Brasil!!!!
 
ademir gomes em 25/08/2013 09:10:37
a falta de medicos isso e notorio porque estas entidades nao tomaram nenhuma providencia antes do governo assumir esta medida e agora fica so criticando ou sera o temor pela falta de competencia e mal formação do nosso ensino brasileiro isso esta evidente medo de perder a vaga de trabalho então prepare que não temos emprego para todos e lute por um ensino melhor no caso do brasileiro
 
luiz mitiharu higashi em 24/08/2013 22:12:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions