A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

02/12/2010 09:06

Ministério quer gravar conversa entre presos e advogados

Aline dos Santos

O Ministério da Justiça prepara um pacote de medidas para permitir a gravação das conversas de detentos com advogados e familiares nos quatro presídios federais do Brasil.

O objetivo é evitar que presos troquem informações e continuem a comandar facções criminosas de dentro das unidades. De acordo com o site do jornal O Globo, em Catanduvas (PR) os diálogos já são monitorados. Em abril, o sistema interceptou a possível compra de 13 fuzis.

Em Campo Grande, a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) denunciou escutas no presídio federal. As denúncias foram feitas em 2008, após agentes penitenciários federais apontarem a existência de equipamentos para gravações nas celas.

O Ministério da Justiça, em correspondência à OAB, admitiu a existência do sistema de gravação. Em julho, o juiz federal da 5ª Vara e corregedor da Penitenciária Federal de Campo Grande, Dalton Igor Kita Conrado, determinou que os equipamentos de gravação de áudio e vídeo existentes nos parlatórios (espaço em que os presos conversam com os advogados) e nas salas de visita de íntima fossem desligados e lacrados.

Contudo os equipamentos podem ser utilizados mediante autorização judicial.

Além do Paraná e Mato Grosso do Sul, há presídios federais em Porto Velho (Rondônia) e Mossoró (Rio Grande do Norte).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions