A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/08/2013 14:23

Moradores ganham ações, mas esquecem R$ 500 mil na Justiça

Edivaldo Bitencourt

Os moradores de Campo Grande ganharam ações na 7ª Vara do Juizado Especial, mas não voltaram para sacar o dinheiro. Entre montante de R$ 5,06 até R$ 31 mil, o total “esquecido” pela população soma cerca de R$ 500 mil.

A estimativa do valor guardado porque os autores deixaram de sacar no Juizado Especial é do titular da vara, Djailson de Souza. O dinheiro corresponde ao resultado de 318 ações judiciais.

“Precisamos do auxílio da imprensa, dando ampla divulgação a esta situação para que os interessados nos procurem e resgatem os valores”, disse o juiz, mostrando levantamento minucioso dos 318 processos, cujos valores resultam na soma elevada.

Os valores variam muito. Alguns são irrisórios, como R$ 5,06 a R$ 9,45. Outras já possuem somas mais vultuosas, como é o caso de um processo de 2006, com valor inicial de R$ 19.684,63 que, com juros, alcançou R$ 31.063,09. Há também valores como R$ 24.152,99, R$ 7.232,66 e R$ 4.021,66 – e as devoluções não são apenas para pessoas físicas, mas também para empresas.

“Já houve tentativa de localizar as partes, mas muitos não foram encontrados. Temos processos em que houve acordo e as partes não vieram receber. Há casos em que a parte está fora do país porque foi trabalhar no Japão, na Espanha, em Portugal, enfim, muitos até esqueceram que o processo está tramitando. A lista dos processos, com os respectivos valores, será publicada no Diário da Justiça, entretanto, nem todas as partes tem o hábito de ler o DJ”, complementou o magistrado.

Outra questão importante: muitas das partes nestes processos são do interior, que vieram até Campo Grande para fazer sua reclamação no Procon e, não sendo possível o acordo, ajuizaram ação na 7ª Vara do Juizado Especial, onde anteriormente se julgava ações exclusivamente de questões que envolviam direitos do consumidor.

Para retirar os valores, o interessado poderá comparecer pessoalmente à vara, fazer-se representar por advogado ou dar procuração para outra pessoa de sua confiança.



Se realmente tivesse interesse de encontrar ou auxiliar quem tem algo a receber, o que não é o meu caso, poderiam ter mencionado o dia da publicação e/ou endereço eletrônico do DJ.
Já que, como mencionado, não é todo mundo que tem essas informações e nem mesmo o hábito da leitura do site.
Mas, creio que todos, ou pelo menos a maioria, foi ou está sendo auxiliado por um "profissional", que como na maioria das vezes, faz uma inversão, onde o único interessado no processo é quem até hoje nem faz ideia que tem algo para receber.
 
Fabrício Sanches em 23/08/2013 18:10:00
Que dia será publicado a relação dos processos no Diário da Justiça? Será de extrema utilidade a informação da data da publicação.
 
MILTON OLIVEIRA DA SILVEIRA em 23/08/2013 17:17:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions