A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/11/2012 15:13

No Estado, 80% dos magistrados federais aderem a paralisação

Gabriel Neris e Mariana Lopes
Juíza federal Raquel Domingues diz que paralisação, iniciada hoje, termina amanhã (Foto: Minamar Júnior)Juíza federal Raquel Domingues diz que paralisação, iniciada hoje, termina amanhã (Foto: Minamar Júnior)

Juízes federais de Mato Grosso do Sul iniciaram nesta quarta-feira (7) e irão até amanhã com uma paralisação pedindo a reposição dos índices inflacionários, congelados desde 2005. Em Mato Grosso do Sul 80% aderiram à  manifestação, sendo 27 ao todo.

Em Campo Grande são 12 juízes paralisados e somente quatro não pararam. De acordo com a juíza federal e vice-presidente da Ajufesp (Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul), Raquel Domingues do Amaral, a greve implica somente as audiências. Os juízes também não irão participar da Semana de Conciliação da Justiça, que acontece nesta semana.

A magistrada ressaltou que a manifestação não pede reajuste salarial. “Não temos adicional de acúmulo de função e nem adicional por tempo de serviço”, reclama, além de pedir maior valorização e remuneração nos plantões. Segundo a juíza, o índice inflacionário soma 28,86%. “Estamos ganhando menos que os juízes estaduais”, compara.

No ano passado foi encaminhado projeto de lei para a presidente Dilma Rousseff com as reivindicações, mas o projeto foi engavetado, alegando falta de orçamento. “É um desrespeito a constituição. A longo prazo é ruim para o país. A gente faz parte de um poder, o judiciário, e o jogo dos poderes tem que ser equilibrado, e a independência não pode ser desrespeitada”, finalizou.



Engraçada essa atitude dos juízes federais. Esses nobres servidores públicos que exigem tratamento de "Doutores" ganham um dos maiores salários do país. Eles podem paralisar ou fazer grave. Se qualquer categoria funcional de servidores(professores, policiais civis, agentes de saúde...) paralisarem ou entrarem em greve, os juízes estaduais ou federais declaram inconstitucional o movimento, e determinam o retorno ao trabalho, sob pena de multa, prisão...
Com exceção dos juízes Poder Judiciário e membros do Ministério Público, na minha concepção, o movimento de greve no Brasil está quase extinto. As greves dos servidores públicos quase sempre são ilegais por culpa dos magistrados. Esse é o nosso Brasil. "Brasil, um país injusto!"
 
José Pereira em 09/11/2012 15:20:48
Como podem reclamar do salário de mais de R$ 20.000,00, valor esse inicial, podendo chegar com os acrescimos a próximo de R$ 26.500,00. Trabalham quando querem, dois recessos por ano, férias, se cometem crimes ou desvio de conduta são apenados com aposentadoria compulsória, e muitos dos Juizes, conforme citou a Ministra Calmon, são TQQ, ou seja, trabalham terça, quarta e quinta. Assim, fica evidente que ganham muito para pedir aumento, produzam mais, sejam mais céleres, apliquem a justiça, e dessa forma, quem sabe, poderão pedir o aumento que acharem conveniente.
 
Francisco de Assis em 08/11/2012 17:01:48
Pera ai!! não foi estes dias que circulou na mídia que os juízes do MS estava recebendo acima do teto, e agora fazem greve, é esse o país que todos os brasileiros merecem.
 
Felipe Salinas em 08/11/2012 09:04:19
Magistrado no Brasil é uma mamata mesmo, aqui no Brasil esses senhores só são céleres em fazer justiça quando agem em causa própria, do contrário, é uma morosidade sem tamanho, quem precisa da ``justiça`` brasileira está lascado, o pior é que nosso sistema judiciário é CARÍSSIMO(entre os mais caros do mundo superando países como os EUA, Canadá e Alemanha) e TOTALMENTE INEFICIENTE, não há a menor fiscalização ou controle de produtividade dos magistrados, sempre que o CNJ tenta moralizar algo é barrado por ``forças sombrias`` como diria o zé cachaça do Jânio, sem contar as penas maravilhosas previstas para infrações dos magistrados como ``aposentadoria compulsória``, além do corporativismo pelo qual a classe é famosa, é muita cara de pau fazer greve, no Brasil o mal exemplo vem de cima...
 
Roberto Inzagaki em 08/11/2012 08:08:51
Eles também estão entrando na tchurma dos políticos: só venha a nós...vosso reino que sifu.
 
Juliana Teles em 07/11/2012 22:45:37
Se ficarem 100 anos sem aumento salarial, ainda estarão ganhando fortuna. O Juizes, nada fazem a não ser acordo. Os Procuradores só fazem TAC (Termo de Ajustamento de Conduta). É um abuso para não dizer um absurdo. Esse Pais tem que começar do zero, para tentar dar certo,
 
Alberto Roza em 07/11/2012 21:25:17
MAGISTRADOS BRASILEIROS, SE OS SENHORES ORA RECLAMAM DA SITUAÇÃO DE VOCÊS, IMAGINEM POR AÍ, COMO ESTÁ, TANTO SALÁRIO MÍNIMO, SENDO FELIZES, CREIO QUE ESTÁ FALTANDO UM POUCO DE ADMINISTRAÇÃO, POIS A CLASSE MAIS PRIVILEGIADA NESTE PAÍS, É O JUDICIÁRIO, TEM TODA ASSESSORIA QUE QUEREM, LEVAM A VIDA DE DEUS, REI, E AINDA RECLAMAM, BRASILEIROS, RECLAMEM TAMBÉM, SE OS NATAS DA SOCIEDADE, RECLAMAM, IMAGINEM OS 80% DA POPULAÇÃO, QUE DEUS ABENÇOE A EXCELENTE CLASSE SOCIAL, QUE DEUS DE MUITÍSSIMA INTELIGÊNCIA E SABEDORIA, PARA AJUDAREM DIRIGIREM A BALANÇA DA JUSTIÇA SOCIAL DESTE PAÍS, QUE DEUS ABENÇOE.
 
PEDRO BRAGA em 07/11/2012 16:59:08
Tadinho deles, ganham tão pouco........
 
Gustavo Ribeiro em 07/11/2012 16:46:46
Caros excelentíssimos senhores juízes federais: se não estão satisfeitos com o salário de mais de 20 mil reais mensais, PEÇAM DEMISSÃO! É simples...
 
Joao Jorge em 07/11/2012 16:38:11
Licencia esses grevistas e abra concurso pra os trocentos que estão esperando uma vaga, no magistrado, detalhes que pelo menos pra ganhar a metade do que esses atuais ganham
 
Paulo Cesar em 07/11/2012 16:18:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions