A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

31/01/2011 15:22

OAB inicia coleta de assinaturas e classifica horário da Justiça como "chacota"

Marcio Breda
Presidente da OAB/MS, Leonardo Duarte, em ato com advogados no Forum, pede pela assinatura de documento pedindo retorno do antigo horário da Justiça estadual. Foto: João GarrigóPresidente da OAB/MS, Leonardo Duarte, em ato com advogados no Forum, pede pela assinatura de documento pedindo retorno do antigo horário da Justiça estadual. Foto: João Garrigó

Em ato público realizado no começo da tarde de hoje (31) no Fórum da Capital, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Mato Grosso do Sul deu início à coleta de assinaturas que será encaminhada ao novo presidente do Tribunal de Justiça, Luiz Carlos Santini, pedindo o retorno do antigo horário de atendimento da Justiça estadual.

O objetivo da OAB/MS é coletar pelo menos mil assinaturas nos próximos dias. O documento também será assinado pelo Conselho Seccional da OAB/MS, subseções, membros do Tribunal de Ética, relatores auxiliares e defensores dativos, presidentes e membros de comissões, prejudicados pela redução no horário de atendimento.

“O meio expediente é uma chacota nacional. A medida baixada pelo Tribunal de Justiça passa por cima da Constituição do Estado. Foi aprovada de súbito, sem qualquer consulta a classe jurídica. É necessário adequar o horário, mas sem penalizar a sociedade”, disse o presidente da OAB/MS aos advogados.

O documento será entregue na primeira audiência entre o novo presidente do TJ/MS e o presidente da Ordem, Leonardo Avelino Duarte. O abaixo-assinado pede a revogação da medida que estipula atendimento das 12h às 19h e o retorno do atendimento público das 8h às 18h.

A redução no expediente foi justificada no ano passado como uma alternativa para diminuir custos e enxugar a máquina do Judiciário, mas desagradou os advogados. “Acho que é possível alcançar a redução de custos sem cortar horário de atendimento. Na opinião da OAB/MS, o expediente pode ser mais flexível. Confio em uma mudança positiva”, disse o presidente da Ordem, Leonardo Duarte.

A medida do TJ que estabeleceu o horário concentrado foi aprovada “em caráter experimental, excepcional e emergencial pelo período de seis meses, a partir de 1º de setembro de 2010 até 28 de fevereiro de 2011”.

Nova sala - O ato e a coleta de assinaturas para o restabelecimento do horário da Justiça estadual também marcou a readequação das salas de consulta e atendimento destinadas aos advogados no Fórum de Campo Grande.



Interessante; com o horário normal que éra o período matutino e vespertino as coisas não andavam, a proscratinação já éra uma humilhação, imagina meio expediente; para conseguir um alvará autorizativo para venda de fração de bem de menor, o processo onde eu era patrono da causa, demorou quase cinco anos, agora com meio expediente vai demorar quase dez anos, na verdade, aquêles que lidam com a justiça e tem seus salários creditado em suas contas todo trinta dia, não está nem aí, sem falar no atendimento humilhante onde advogados são desrespeitados pelos serventuários da justiça, quando de posse do comando de movimentação o profissional solicita o acesso ao procésso, alguns serventuários faz que não está vendo o advogado, e quando atende, vem com a cara azeda, como se o profissional do direito tivesse pedindo esmola e ninguem faz nada, ísso é uma vergonha como diz Borys Casoi, péço aos colegas que quando forem desrespeitados, solicita o nome do funcionário e reprresenta contra o mesmo para o tribunal de justiça, diretor do forum ordem dos advogados, e acompanham para ver se providencias foram tomadas, caso contrário vai para a midia, se todos fizderem assim um dia a coisa muda.
 
periperis rodrigues do prado em 01/02/2011 12:38:36
Apoio a iniciativa da OAB/MS, e em especial a atuação de seu Presidente, Dr. Leonardo Duarte! Essa redução no expediente do judiciário fere a Constituição Estadual sim! Falar mais o que? O que precisa argumentar ? Redução de gastos ?

É LAMENTAVEL o que ocorre nos Poderes, temos um CONCURSO em andamento no TJ/MS, que recentemente foi prorrogado por mais um ano, e pasmem: NÃO CONVOCARAM NINGUÉM! Ainda que seja para Cadastro de Reserva, se foi realizado um certame, é porque subentende-se haver necessidade; e há necessidade de servidores, até mesmo o novo presidente do TJ/MS confirmou esta necessidade em entrevista dada a este site.

Não convocam, alegando redução de gastos! Ora, se não usaram do Concurso pra Servidores pra preencher vagas e atender a demanda, só nos resta acreditar que foi para
ARRECADAÇÃO! O que me deixa feliz é que eu pude contribuir com o Poder Judiciário, dedicandos horas de estudo à noite, renunciando a tv, após um dia de trabalho cansativo, durante meses e depositando meus R$ 50,00 pra colaborar com essa Instituição tão importante para a sociedade!

E dá-lhe aumento de R$ 8.000,00 para os Deputados Estaduais.... E dá-lhe mensalão pra eles.... e dá-lhe nas costas do povão, que sonham ganhar 10% de R$ 11.000,00 ( que segundo um Deputado aí) É IMPOSSIVEL SOBREVIVER SÓ ISSO !! kkkk É PÁ CA BÁA !!

Como diria o Simão: nóis sofre, mais nóis goza !
 
andré amarante em 01/02/2011 08:49:06
Absurdo esse horário. No Juizado central (joaquim murtinho), se vc chegar lá para protocolizar uma petição às 18:00, a maioria dos atentendes já foram embora. Mas como, se o horário é até as 19:00?!?!?!?!?

Absurdo esse horário!!!!!!!!!
 
andrea burque em 01/02/2011 08:23:54
E outra minha gente, agora com o processo digital que esta implantado na maioria das varas, e negocio ta andando mais rápido. Advogado não precisa mais ficar perambulando no fórum...trabalha no escritorio e quanto menos precisar ir ao fórum melhor. Eu pelo contrário acho que este horário em nada interfere...só veio a melhorar. Mais com todo respeito a Ordem, é o papel deles a manifestação.
 
Alinne Moraes em 01/02/2011 08:00:06
Gente, tudo isso por três horas só. É que a OAB tem que mostrar serviço, porque na verdade quem saiu ganhando fomos nós advogados...porque E dizer que diminuiu o nº de demandas por causa disso é mentira, diminuiu o nº de demandas por causa do valor das custas exorbitante..PROTESTEM PELAS CUSTAS....e deixem o horário que isso nada ineterfere na vida do advogado..03 horas não causa todo este transtorno como estão pintando.
 
Andrea Monique em 01/02/2011 07:56:03
Quantidade de atendimento pela manhã antes da mudança: 4/5 pessoas, sendo que ficam dois funcionários pela manhã. Quantidade de atendimento depois das 18:00 hs após a mudança: 3/4. Antes da mudança os escreventes tinham que se revesar no balcão, pois só um auxiliar não dá conta de atender à tarde. Após a mudança, os escrevente trabalham as seis horas sem ter que atender o balcão, pois os dois atendentesresultado: aumentou a produtividade, é só ver as estatísticas
 
André Cabreira em 31/01/2011 11:47:32
Acho totalmente justo que o horário de atendimento seja das 8 as 18. A sociedade esta cansada de ser prejudicada. Se é para conter gastos poderia começar por muitas mordomias de procuradores, desembargadores e etc...Como se não bastasse a lentidão nos andamentos dos processos... Francamente!
 
Silvia Mara em 31/01/2011 11:33:47
Olha esse novo presidente também vai na onda de quem saiu, pois quem determina os horário de atendimento é o governador do estado, essa história de dizer que a justiça economizou 1.1 mil. em 4 meses é claro que tem haver, pois os mais necessitado da justiça não foram atendido que é o povo humilde, pois tudo isso é uma piada meu povo.
 
Felipe Salinas em 31/01/2011 05:17:26
Eu participei desse ato e foi muito bom, realmente acho que todos os advogados devam se mobilizar a fim de que esse óbice à justiça seja sanado o quanto antes.

Esperamos que o nosso novo ilustre presidente do TJ/MS possa atender esse pedido que é um clamor da advocacia sul-mato-grossense.

Jackson Emanuel
Presidente da Comissão de Estudos para Implantação da Cooperativa de Crédito dos Advogados de MS
 
Jackson Emanuel Oliveira da Silva em 31/01/2011 04:21:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions