A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Abril de 2018

07/11/2017 08:35

Operação Marcapasso, da PF do Tocantins, cumpre mandados em MS

Força-tarefa busca provas de esquema para fornecimento de produtos hospitalares com sobrepreço

Anahi Zurutuza
Sede da PF em Campo Grande (Foto: Ricardo Campos Jr.)Sede da PF em Campo Grande (Foto: Ricardo Campos Jr.)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (7) a Operação Marcapasso, que investiga fraudes licitações no Estado do Tocantins. O esquema está relacionado à compra equipamentos hospitalares, mais especificamente os chamados OPMEs (órtese, próteses e materiais especiais), por preço acima do valor de mercado.

A PF cumpre 137 mandados no país e parte deles em Mato Grosso do Sul, conforme divulgou a superintendência da corporação no Estado, sem dar mais detalhes. A Justiça do Tocantins expediu 12 mandados de prisão temporária expedidos, 41 mandados de condução coercitiva contra empresários e 84 mandados de busca e apreensão para cumprimento no Tocantins, Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Paraná, Bahia, Ceará, Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

São ao todo 330 policiais envolvidos.

Investigação – Ainda segundo a PF, a investigação teve início quando os sócios da empresa Cardiomed Comércio e Representação e Produtos Médicos Hospitalares Ltda-EPP foram presos em flagrante por fornecerem à Secretaria de Saúde do Tocantins produtos com os prazos de validade de esterilização vencidos.

Foi quando também veio à tona um vasto esquema de corrupção destinado a fraudar licitações no Estado do Tocantins mediante o direcionamento dos editais das concorrências.

As pessoas investigadas poderão responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, fraude à licitação, associação criminosa, dentre outros.

O nome da operação é uma alusão a um dos itens mais conhecidos da área de cardiologia e também um dos produtos fornecidos por meio das licitações fraudulentas.

Temer sanciona lei que eleva pena para roubo com uso de explosivos
O presidente Michel Temer sancionou (23) lei que aumenta a pena para modalidades de roubo e furtos com o uso de explosivos. A lei também prevê que os...
Decreto deve ajustar reforma trabalhista, após MP perder validade
O governo deve editar nos próximos dias um decreto para ajustar pontos polêmicos da reforma trabalhista. Esses trechos já haviam sido alterados pela ...
Grupo gestor de faculdades em MS anuncia expansão para educação básica
A Kroton Educacional, grupo que gere a Uniderp e Anhanguera, em Mato Grosso do Sul, anunciou a compra do controle da Somos Educação, por R$ 4,6 bilhõ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions