A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

01/04/2018 13:19

Operação nos rios já resultou em 14 prisões por pesca ilegal no feriadão

Só no último caso, seis pescadores foram multados e presos por pescarem de forma irregular

Liniker Ribeiro
Equipe da PMA durante fiscalização pelos rios do Estado (Foto: Divulgação)Equipe da PMA durante fiscalização pelos rios do Estado (Foto: Divulgação)

Até o momento, ao menos 14 pessoas foram presas pescando de forma irregular em rios de Mato Grosso do Sul, durante a Operação Semana Santa da PMA (Polícia Militar Ambiental). Os flagrantes aconteceram após o reforço das equipes de fiscalização, que teve início na última quarta-feira (4).

Só na última ocorrência divulgada pela assessoria de comunicação da PMA, registrada ontem (31), seis pescadores foram presos por equipes de Mundo Novo – a 476 quilômetros da Capital - por pesca predatória. Os homens estavam em um acampamento montado às margens do rio Iguatemi e foram descobertos após os policiais desconfiarem do nervosismo apresentado por um deles em uma região próxima do local escolhido para erguer o acampamento.

Três dos pescadores, que tiveram apenas as idades reveladas, tendo dois 36 anos e um 61, são moradores da cidade de Londrina, no Paraná. Durante buscas,m foram encontrados três peixes dentro de um tambor, um mandi e dois pintados de 57 e 70 centímetros, sendo que o tamanho mínimo para captura permitida é de 85 centímetros.

Os homens revelaram que outras três pessoas estavam com eles e, no local indicado, os policias localizaram o restante do grupo. Com eles, foram apreendidos, um barco, duas redes de pesca – petrecho proibido – e dois exemplares de peixes da espécie curimbatá. O trio de moradores de Mundo Novo informaram que todo o pescado seria dividido e confessaram que todo o equipamento ilegal pertencia ao grupo.

Os pescadores, assim como os materiais apreendidos, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil da cidade, mas foram liberados após pagamento de fiança. Cada um deles foi multado em R$ 740,00 e, se condenados, poderão pegar pena de um a três anos de prisão. Ao todo, 8 quilos de pescado foram apreendidos com o grupo, e serão doados a instituições filantrópicas.

Sancionada lei que amplia licença paternidade para as Forças Armadas
O presidente da República em exercício, o ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli, sancionou hoje a lei que aumenta de cinco para 20 dias a...
Fies abre inscrições para vagas remanescentes
Estão abertas, a partir de hoje (24), as inscrições para as vagas que não foram preenchidas no processo seletivo regular do Fies (Fundo de Financiame...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions