A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

30/08/2012 22:53

Pacientes terminais podem registrar a quais procedimentos querem ser submetidos

Nyelder Rodrigues

A partir desta sexta-feira (31), qualquer pessoa que seja maior de idade e plenamente consciente poderá definir junto ao médico quais serão os limites terapêuticos na fase terminal de vida.

A nova regra é relativa a tratamentos invasivos ou dolorosos em casos clínicos nos quais não exista qualquer possibilidade de recuperação. Formalmente, o novo procedimento já é chamado de testamento vital.

Aprovada pelo plenário do CFM (Conselho Federal de Medicina), a Resolução 1.995 será publicada neste sexta no Diário Oficial da União (DOU).

Deste modo, o paciente poderá, por exemplo, declarar que não quer passar por procedimentos de ventilação mecânica (uso de respirador artificial), tratamentos (medicamentoso ou cirúrgico) dolorosos ou extenuantes ou mesmo a reanimação na ocorrência de parada cardiorrespiratória.

No caso de menores de idade, apenas os que estejam casados civilmente podem fazer o testamento vital, pois já estão emancipados. A nova resolução não configura eutanásia, palavra que define a abreviação da vida ou morte por vontade do próprio doente, algo que no Brasil é crime.

Capes recebe até esta sexta-feira inscrições a 400 bolsas de estudo
A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) recebe até amanhã (19) inscrições para programas no exterior. São 400 vagas dis...
MEC antecipa data do Sisu; inscrições começam dia 23
A abertura das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi antecipada para 23 de janeiro, conforme anunciou hoje (18) o ministro da Educaçã...


Muito bom, as vezes na ânsia de prolongar a vida de algum ente querido, os imputamos sofrimento que vão além de nosso sentir, pois quem esta vivendo a dor é "ele", com isso nada mais justo do que deixa-lo decidir como viver seus últimos momentos. APROVADO
 
Edilson Corrêa em 31/08/2012 09:25:31
Finalmente, acredito que todos tenhamos o direito de controlar nossas proprias vidas e fazer o que bem entendermos com relação a ela, sem essas frescuras que envolvam religião e direitos humanos, cada um faz o que bem entender e pronto.
 
Willian Achtung em 31/08/2012 08:05:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions