A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

31/08/2010 08:17

Pai de acusado de matar Dudu espera absolvição

Redação

Com o auditório Francisco Giordano Neto lotado teve início no Fórum de Campo Grande o julgamento de Holly Lee de Souza, 24 anos, o último acusado de matar Luiz Eduardo Gonçalves, em dezembro de 2007. Na época Dudu tinha 10 anos.

O pai de Holly Lee, Pedro José de Souza, de 51 anos, alega que não há provas contra seu filho, por isso acredita na absolvição. O defensor Fábio Rombi, assim como Pedro, defende a falta de materialidade e também que Holly é "incapaz de entender o caráter ilícito, demente".

Quanto à falta de provas, Fábio lembra que sequer os laudos apontam se o material dado como restos mortais de Dudu é humano. Apesar disso, não parece ter restado dúvidas aos jurados no julgamento do ex-padrasto do garoto, José Aparecido Bispo da Silva, conhecido como Cido e que, segundo apurado, foi o mandante do crime.

Cido foi condenado a 26 anos de reclusão, no dia 31 de março. Três adolescentes também foram condenados por participação no crime, mas já estão em liberdade.

O júri desta terça-feira é composto por cinco mulheres e dois homens. Dentre as testemunhas arroladas, estão um psiquiatra, que pode esclarecer se Holly apresenta ou não quadro de demência e a delegada de Atendimento à Infância e Juventude, Maria de Lourdes Cano, que investigou o caso.

Indignação

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions