A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/06/2009 20:59

Petrobras financiou encontro de magistrados de SP e MS

Redação

Pelo menos R$ 180 milhões foram assinados via contratos externos com serviços de advocacia pela Petrobras, entre 1998 e 2009, de acordo com matéria publicada na Folha de São Paulo. O curioso é que a Petrobras dispõe de um time de 650 advogados.

A empresa, inclusive, ajudou a financiar o 4º Encontro de Magistrados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, realizado em maio de 2006 num hotel da estância turística de Águas de São Pedro (SP), o 5º Congresso de Magistrados Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul, realizado em abril num hotel de Campos do Jordão (SP), entre outros.

As contratações de advogados incluem a realização de pareceres por ex-ministros de cortes superiores, como Edson Vidigal, ex-presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que recebeu R$ 320 mil por dois pareceres, em 2007 e em 2008, sobre assuntos relacionados a servidores públicos.

A Petrobras é alvo de CPI do Senado e injetou R$ 3,5 milhões em apoios a publicações e eventos para algumas das mais importantes entidades representativas de juízes, advogados e promotores de Justiça.

A maior parte dos recursos foi destinada a entidades relacionadas a juízes federais e trabalhistas, com R$ 2,13 milhões. Para entidades ligadas a promotores de Justiça, destinou R$ 830 mil.

Complemento - A Petrobras informou que contrata escritórios de advocacia para complementar a atividade de seu corpo jurídico, que cuida de 240 mil contratos da empresa (números de 2008) em todo o Brasil e em 27 países.

Desde 1998, dos R$ 230 milhões gastos com a contratação de escritórios, R$ 50 milhões foram com licitação, segundo a estatal. A Petrobras diz que vem aumentando o número de advogados próprios e, por isso, gastos com escritórios externos estão caindo.

Sobre os patrocínios, a petroleira informou que são "avaliados tecnicamente" pela estatal.

A Ajufesp (Associação dos Juízes Federais de São Paulo e Mato Grosso do Sul) disse, em nota enviada à Folha, que os encontros são oportunidade para "dezenas de magistrados discutirem os rumos que a Justiça Federal deve tomar para que tenha uma adequada modernização e responda com eficiência à demanda da sociedade". (Com informações da Folha Online).

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions