A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

30/08/2010 07:21

PF busca 20 acusados de fraudar reforma agrária em MS

Redação

Polícia Federal e Ministério Público Federal desencadearam na manhã desta segunda-feira operação contra esquema montado para fraudar processo de reforma agrária em Mato Grosso do Sul.

A Justiça Federal emitiu 20 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão para Campo Grande, Naviraí, Dourados, Itaquiraí, Ivinhema, Nova Andradina, Bataiporã e Angélica, no MS, e na cidade de Cosmorama, em SP.

Até às 8h já haviam sido presas 19 das 20 pessoas no alvo da operação.

A estimativa é de prejuízo de R$ 12 milhões em verbas federais que deveriam ser usadas para assentamento de famílias na região sul.

No total, 137 policiais participam da Operação Tellus, contra servidores do Incra de Dourados e de Campo Grande, líderes de assentamentos e empresários fornecedores de produtos e serviços.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itaquiraí também é supeito de participação no esquema. Nenhum nome de envolvido foi divulgado.

Investigações do MPF revelaram fraudes na distribuição de lotes nos assentamentos do complexo Santo Antônio, em Itaquiraí. Fotos mostraram que um dirigente de movimento social ocupa a propriedade atualmente.

Além disso, também há venda de lotes destinados à reforma agrária. A fraude era "regularizada" dessas transações pelos servidores do Incra.

Também foi detectada manipulação de concorrências para aquisição de produtos e serviços comprados para os assentamentos com verbas públicas federais.

O MPF também acredita que os servidores recebiam propina para excluir imóveis rurais de processo de avaliação para verificação de produtividade.

Na mitologia romana, Tellus significa terra mater ou terra mãe é a Deusa que personificava a terra.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions