A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

11/09/2009 09:27

PF e oficial de Justiça voltam a Rio Brilhante à tarde

Redação

Uma oficial da Justiça Federal e policiais federais devem seguir à tarde para Rio Brilhante, para concluir a reintegração de posse da fazenda Antonio de Nova Esperança, ocupada desde fevereiro de 2008 por 130 índios guarani-kaiowás. O prazo de 48 horas dado quarta-feira para os índios deixarem a fazenda termina às 11h. O objetivo é confirmar se a determinação do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região foi integralmente cumprida.

No dia 24 de agosto, a presidente do TRF, desembargadora Marli Ferreira, negou recurso apresentado pela Funai para manter os índios na fazenda e determinou a imediata desocupação da área de 400 hectares, que pertence aos herdeiros do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Dourados, José Cerveira, morto há oito anos.

Os índios já começaram a montar o acampamento às margens da BR-163, a cerca de 4 km da área ocupada e a 10 km do perímetro urbano de Rio Brilhante. O guarani-kaiowá identificado como Adauto disse hoje que não houve tempo para desmontar as casas de sapé. Eles esperam a chegada da PF e da oficial e Justiça para pedir mais prazo para a desocupação.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions