A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

30/05/2010 14:58

PM faz transferência de 453 presos para a nova Colônia

Redação

Policiais militares da Cigcoe, 1º, 9º e 10º Batalhão, guarda-escolta e Ciptran atuaram hoje na transferência dos 453 presos que estavam na antiga Colônia Penal Agrícola de Campo Grande, na saída para Aquidauana e que foram levados para o novo prédio, na região da Gameleira, saída para Sidrolândia.

Os trabalhos começaram às 8 horas e foram concluídos às 14h15. Já estavam no novo presídio do regime semi-aberto 42 detentos, trazidos de Dois Irmãos do Buriti. Durante a conferência dos nomes, os agentes da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) deram falta de 20 presos, que são considerados evadidos.

Não houve incidentes durante o trabalho de transferência, em dois ônibus que fizeram várias viagens. Durante a revista pessoal, nada foi encontrado com os presos, que levaram apenas produtos de higiene.

O restante dos pertences ficou no presídio antigo e será revistado antes de enviado para a nova unidade.

Os investimentos na unidade, com capacidade para mil detentos, foram de R$ 8 milhões e as obras tiveram início há um ano. O estopim para a construção de uma nova unidade penal foi a condenação do antigo presídio por membros da CPI (Comissão Parlamentar de Investigação) do sistema carcerário, em 2008.

A maioria dos presos foi transferida para a unidade de Dois Irmãos do Buriti e

vários acabaram ganhando direito de cumprir pena em regime domiciliar no início deste ano. Após ação movida pela Defensoria Pública, a Justiça entendeu que a unidade não oferecia estrutura para que os presos trabalhassem, condição necessária para o regime semi-aberto.

O Governo recorreu e conseguiu a revogação da prisão domiciliar para 83 acusados de crimes hediondos, como homicídios e latrocínios.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions