A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/08/2010 07:55

Polícia apreende 3 aviões que entravam com droga via MS

Redação

A prisão de Mario Sérgio Arias, 52, conhecido como Panelão, revelou esquema que movimentava até uma tonelada de cocaína por mês no Brasil, a maior parte com entrada no País pelas cidades de Ponta Porã e Corumbá.

O traficante é considerado um dos maiores criminosos do Brasil. Apesar de ser preso em maio, só ontem a Polícia Civil de São Paulo divulgou que ele foi pego na cidade de Martinópolis.

A divulgação ocorreu agora porque na quarta dois comparsas de Mario Sérgio Arias também foram presos: Marcos Júlio Knorre, 42, piloto de avião, e de João Marcos Rolim, 38, genro de Arias.

Eles foram presos em flagrante no hangar de uma empresa de táxi aéreo, em um condomínio de alto padrão na Vila Eldorado, em Atibaia (SP), com 42 quilos de cocaína. Já foram apreendidos três aeronaves Cessna e cinco veículos.

As investigações mostraram que Arias usava a empresa para transportar e distribuir drogas de Ponta Porã, Corumbá e Cáceres (MT), para São Paulo, Minas e Paraná. Em todos esses estados, ele tinha imóveis.

Outros quatro suspeitos são procurados, entre eles, uma de suas filhas. A Polícia acredita que o esquema ainda é mantido, agora sob a coordenação do genro de Arias.

Apontado como um dos representantes paulistas da facção criminosa Comando Vermelho, que atua no Rio, Arias foi preso pela primeira vez em 1981.

Ele ficou pouco tempo preso, pois simulou estar doente e foi levado ao hospital, onde foi resgatado por comparsas.

(Informações da Folha On Line)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions