A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

04/04/2017 08:42

Polícia Civil fará leilões para trocar cinco viaturas velhas por uma nova

Rafael Ribeiro
Um dos 'cemitérios' de viaturas policiais em Campo Grande; plano da Polícia Civil prevê comprar um carro novo para cada cinco velhos vendidos (Foto: Marcos Ermínio)Um dos 'cemitérios' de viaturas policiais em Campo Grande; plano da Polícia Civil prevê comprar um carro novo para cada cinco velhos vendidos (Foto: Marcos Ermínio)

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul deve iniciar ainda este mês uma série de leilões dos veículos velhos de sua frota atual para obter recursos e, assim, poder comprar novas viaturas para o órgão. A ideia é trocar cinco latas-velhas por um carro zero.

O acordo foi feito no início deste ano pelo delegado-geral, Marcelo Vargas Lopes, com o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB). Foi a forma encontrada de ao menos renovar parte da frota sem que para isso haja gastos de dinheiro público.

Na avaliação de Lopes, a venda de cada cinco viaturas com dez anos de uso será suficiente para pagar por completo a compra de um veículo novo.

“Nós temos esse acordo com o governador de que todo o dinheiro obtido com a venda desses veículos servirá unicamente para a compra de novas viaturas para nós”, afirma o delegado-geral. O plano é aposentar de vez todos os carros com dez anos de uso.

Dados obtidos pelo Campo Grande News via Lei de Acesso à Informação mostram que apenas uma em cada quatro viaturas do órgão possui atualmente menos do de cinco anos de uso.

Atualmente, a Polícia Civil sul-mato-grossense possui 626 veículos em sua frota. Desses, um total de 98 veículos estão acautelados. Ou seja, encostados sem uso em delegacias e pátios por terem algum tipo de problema, seja mecânico ou jurídico.


As 120 novas viaturas que o órgão receberá do Governo Estadual através do programa ‘MS Seguro’ ainda neste mês, 60 carros caracterizados e 60 descaracterizados para investigação, substituem com sobras a frota inutilizável.

Mas, segundo a avaliação da Delegacia-Geral, os leilões dos carros velhos são necessários para suprir o deficit identificado antes. Na resposta enviada à reportagem pelo seu Departamento de Recursos e Apoio Policial, a Polícia Civil diz que possui uma necessidade de 380 novas viaturas.

Mesmo com os novos carros, restariam a necessidade de 260 novos veículos para atender a própria demanda interna.

“Considerando o alto valor de manutenção, o novo acordo feito pelo governo é positivo e supre essa demanda, pois os novos veículos que estão chegando têm incluso em seu valor o custeio da manutenção garantida até os 90 mil km rodados, o que permitirá uma economia considerável para quem sabe até se aumentar essa frota futuramente”, disse Lopes.

Nova viaturas do órgão deverão começar rodar até o final deste mês (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Nova viaturas do órgão deverão começar rodar até o final deste mês (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

MS Seguro – A compra dos novos veículos das polícias Militar e Civil, Bombeiros e Perícia foi anunciada no dia 15 de março. Ao todo, os 272 veículos adquiridos para a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública) totalizaram R$ 28,7 milhões.

São 195 Trailblazer que custaram R$ 25,1 milhões e foram adquiridos com a General Motors do Brasil, conforme o extrato. Por R$ 3,4 milhões, o governo comprou 75 veículos hatch com a Enzo Veículos e duas minivans, que custaram R$ 148 mil com a Nação Concessionária de Veículos.

O prazo dado para a entrega de todos os veículos, segundo o texto, é de até 180 dias.

A última entrega de novos equipamentos policiais por Azambuja foi em 20 de dezembro de 2016, quando foram disponibilizadas 45 viaturas, 60 armas para Polícia Civil, 15 unidades de resgate e 24 veículos de auto-salvamento. A entrega custou R$ 14,1 milhões e se destinou ao Corpo de Bombeiros, polícias Civil e Militar.

De acordo com o que informou o governo na ocasião, os recursos já aplicados no Programa MS Mais Seguro ultrapassa R$ 32,1 milhões, sendo que na primeira etapa foram R$ 6,8 e na segunda R$ 11,1 milhões para equipar e modernizar a segurança pública.

Além dos 120 veículos para a Polícia Civil, outros 130 carros serão repassados à PM. Todos os novos carros devem começar a circular oficialmente até o final do mês.

Assim como a PM, as viaturas da Civil também ganharão nova pintura e identificação visual. “Essa nova pintura atende nossa demanda por reforçar o policiamento ostensivo. Quanto mais robusto e chamativo for o carro, aumenta a sensação de segurança”, avaliou o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions