A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/06/2013 12:23

Policiais vão a assembleia para ter mesmo abono de papiloscopistas e agentes

Helton Verão
Na discussão, os policiais levantaram que projeto e a tabela salarial não foram publicadas no Diário Oficial. (Foto: Divulgação/Sinpol)Na discussão, os policiais levantaram que projeto e a tabela salarial não foram publicadas no Diário Oficial. (Foto: Divulgação/Sinpol)

Policiais civis se reuniram neste sábado para pontuar as propostas feitas pelo Governo do Estado durante negociação salarial em maio deste ano. A categoria decidiu ir até a Assembleia Legislativa na quarta-feira para pressionar deputados a cumprirem o acordo de incorporar o abono de R$ 100, de modo a equiparar com papiloscopistas e agentes de polícia científica.

Na discussão, os policiais levantaram que o reajuste de 7% já foi incorporado na folha de pagamento, mas até agora o projeto e a tabela salarial não foram publicadas no Diário Oficial, informou o Sinpol (Sindicato de Polícia Civil).

O presidente do Sindicato, Alexandre Barbosa, destacou que o acordo proposto no final de maio foi crucial para o fim da greve. “A categoria decidiu por maioria encerrar a greve que já durava seis dias, pautada no compromisso feito pelo governo. Tivemos cobrando dos deputados que o acordo seja cumprido porque foram eles quem intermediaram as negociações deste ano”, disse o presidente.

O Sindicato sustenta que o garantia do cumprimento do acordo depende da publicação no Diário Oficial. “Enquanto não for publicado, ficamos apenas na expectativa. Por isso estamos cobrando tanto dos deputados quanto do governo estadual”, ressaltou Barbosa.

Em relação ao abano, o presidente fala que a categoria não aceita tratamento diferenciado entre agentes da polícia judiciária e que a luta é para que todos possam usufruir do abono.

Ministério Público faz contrato de R$ 3 milhões com empresa de informática
O MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) firmou contrato de R$ 3,3 milhões com a empresa Click Ti Tecnologia Ltda. Com validade de seis me...
Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos
O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou hoje (12) critérios mais rígidos para definir morte encefálica. A mudança nos procedimentos tem impacto...


Eu também não abriria mão de "cenhão", mas chega a ser humilhante e veja em que situação se encontra a segurança pública para os policiais terem que brigar por cem reais. Melhor pingar que faltar. Fora que todo aumento soma com o resto e vem o imposto de renda e tributa boa parte desses aumentos.
 
Adriano Magalhães em 24/06/2013 14:05:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions