ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Preso em Sapucaia envolvido em assassinato de radialista

Redação | 24/01/2008 16:23

Está preso desde a manhã desta quinta-feira (24 de janeiro), Cleiton Andrade Segóvia, 29 anos, um dos envolvidos no assassinato do radialista Samuel Roman em abril de 2004 na cidade de Coronel Sapucaia, a 396 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai.

Cleiton Segóvia foi preso na MS-156 pela PMA (Polícia Militar Ambiental) durante um trabalho de monitoramento e combate à extração ilegal de carvão vegetal na região de fronteira.

Ao avistar a viatura, Cleiton tentou fugir e por isso foi abordado. Com ele foram encontradas 90 gramas de maconha. Na Polícia Civil foi constatado o mandado de prisão em aberto contra ele e lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) pela posse do entorpecente.

Cleiton chegou a ser preso pela morte de Roman e fugiu após conseguir decisão favorável no Judiciário. Ele teria ajudado os autores do crime a fugir em uma caminhonete Nissan de cor vermelha.

Ele conseguiu ser solto após apontar o nome do ex-prefeito de Sapucaia, Eurico Mariano como mandante. Uma fita de áudio teria sido gravada com as declarações de Cleiton.

Como Eurico Mariano era o único réu que não estava foragido, foi condenado ano passado a 17 anos de prisão. O caso ainda está em grau de recurso e foi a julgamento após ter sido adiado várias vezes por diversos motivos.

Dentre eles o assassinato do irmão de Cleiton Fernando Andrade Segóvia e de Rosemeire Dias Lima, de 22 anos. Um sobrinho de Joaquim teve a casa alvejada

por tiros.

(Com informações do site A Gazeta News)

Nos siga no Google Notícias