A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

07/04/2010 10:26

Presos da Colônia podem ter saído e executado traficante

Redação

Dois presos da CPA (Colônia Penal Agrícola) são suspeitos de sair da unidade destinada a homens que cumprem pena em regime semi-aberto e matar Maria de Fátima Florentin Tavares, 31 anos, executada à Lagoa Itatiaia, na região do Bairro Tiradentes, em Campo Grande, dia 20 de fevereiro.

Mário Márcio Duarte Navarro e Dirceu Castilho Neves tiveram prisão temporária decretada pelo crime, segundo revelou o delegado titular da 4ª DP (Delegacia de Polícia), Wellington de Oliveira.

Ele esclarece que os dois estavam na Colônia na época do crime, que foi praticado no fim de semana.

A Justiça decretou a prisão temporária de Navarro e Castilho dia 31 de março.

Os dois foram encaminhados à delegacia para que as investigações sejam concluídas.

O delegado explica que a prisão dos dois suspeitos é fundamental para a investigação, para que as testemunhas possam detalhar o caso sem medo de retaliações.

Oliveira não divulga detalhes do crime para não comprometer as investigações.

"Há suspeita que possa ser vingança ou acerto de contas", resume o delegado.

Maria de Fátima foi executada por pelo menos seis tiros.

O corpo foi encontrado dentro de um veículo Ecoesport, placa HTA 2315, que ela havia adquirido recentemente, na manhã do dia 20 de fevereiro.

Maria de Fátima havia passado a madrugada com uma amiga no clube Atalaia Show Bar e, depois de levá-la em casa, perto da própria residência, foi assassinada.

Segundo a Polícia, Maria de Fátima era conhecida por comandar o tráfico na região.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions