A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/09/2009 11:20

PRF reforça policiamento próximo a acampamento indígena

Redação

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) intensificou a fiscalização nas proximidades do acampamento montado pelos índios guarani-kaiowá despejados dia 11 da fazenda Santo Antonio de Nova Esperança, no município de Rio Brilhante. Os barracos de lona foram instalados nas margens da rodovia, a cerca de 500 metros do Rio Brilhante e a 10 km da cidade.

De acordo com os policiais rodoviários, o objetivo é evitar acidentes, já que o acampamento foi instalado próximo a uma curva. Com a fiscalização, os motoristas reduzem a velocidade, o que diminui o risco de atropelamentos, já que os índios cruzam a rodovia constantemente. Os barracos estão montados dos dois lados da pista.

O cacique José Barbosa de Almeida, o Zezinho, um dos líderes do grupo, disse que a presença da PRF dá mais segurança às famílias. "Nós vamos ficar aqui até nossa terra ser demarcada, mas o local é muito inseguro, tem risco de acidente. A presença da Polícia Rodoviária dá um pouco de segurança", disse o líder indígena nesta segunda-feira.

A Polícia Federal também faz rondas constantes no local, para manter a calma entre índios e fazendeiros da região. Produtores rurais contrataram seguranças particulares para impedir novas invasões. O acampamento dos índios foi montado próximo à porteira de acesso a várias fazendas.

Os guarani-kaiowá acampados na beira da BR-163 ocuparam a fazenda Santo Antonio de Nova Esperança por 19 meses. Saíram da área por determinação do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions