A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

02/02/2011 15:38

Professores da rede particular querem 15% de reajuste salarial

Angela Kempfer

Sub-Título

Professores e funcionários de escolas particulares de Mato Grosso do Sul encaminharam aos empresários do setor pedido de aumento salarial de 15% e de 20% para os que recebem apenas o piso. A proposta também vale para quemt rabalha no SESC, SENAC, SESI e SENAI.

A data-base é em março e o índice considera a estimativa da inflação acumulada no período de 6,59%, mais 7,5% de crescimento econômico.

Segundo o Sintrae, que abrange 50% da categoria em MS, hoje o professor com 40 horas semanais, no ensino fundamental, deve ganhar no mínimo R$ 1.281,00, pela Convenção atual.

A entidade garante que 70% das escolas particulares de Mato Grosso do Sul paga apenas o piso estipulado para a categoria. "Vários bons professores do setor privado abandonaram as escolas particulares e migraram para a pública", enfativa o Sintrae.

"Além dos percentuais de reajuste salarial reivindicados, os trabalhadores em estabelecimentos de ensino particular de Mato Grosso do Sul querem também férias de 30 dias em janeiro, mais recesso e ajuste das condições de trabalho, necessários aos trabalhos docentes do ensino privado no MS", informa o sindicato.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions