A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

15/12/2014 16:00

Programa põe fim a espera de 10 anos e livrou 65 mil famílias do aluguel

Desde 2009, segundo Caixa, foram financiadas 111 mil casas em Mato Grosso do Sul

Leonardo Rocha
Laerte Domingues, esperou por dez anos para conseguir casa, vai sair do aluguel e ter um local melhor para os filhos (Foto: Marcos Ermínio)Laerte Domingues, esperou por dez anos para conseguir casa, vai sair do aluguel e ter um local melhor para os filhos (Foto: Marcos Ermínio)
Superintendente da Caixa, Paulo Antunes disse que foram mais de 65 mil casas pelo Minha Casa, Minha Vida (Foto: Marcos Ermínio)Superintendente da Caixa, Paulo Antunes disse que foram mais de 65 mil casas pelo Minha Casa, Minha Vida (Foto: Marcos Ermínio)
Frentista Adriano Milan disse que pagava caro em aluguel e agora poderá ter o sonho da casa própria (Foto: Marcos Ermínio)Frentista Adriano Milan disse que pagava caro em aluguel e agora poderá ter o sonho da casa própria (Foto: Marcos Ermínio)

O Estado de Mato Grosso do Sul já foi contemplado com aproximadamente 65 mil casas do programa federal "Minha Casa, Minha Vida", desde o ano de 2009. Em um levantamento de todos os programas sociais de habitação, a Caixa Econômica Federal já financiou o montante de 111 mil residências. O programa federal livrou as famílias do gasto mensal com aluguel e acabou por uma fila de espera por aproximadamente 10 anos.

A informação é do superintendente estadual da Caixa Econômica, Paulo Antunes, que participou hoje (15), da entrega de 1.551 casas, em residenciais em quatro bairros de Campo Grande.

"Tivemos 111 mil casas desde 2009 contando todos os programas de habitação, somente a Minha Casa, Minha Vida representam 60% deste montante", destacou. Ele ainda adiantou que em 2014 foram aportados em recursos federais para o Estado, o valor de R$ 1,950 bilhão, sendo 45% para construção de casas para famílias com renda até R$ 1, 6 mil.

"Houve um aumento em relação ao ano passado, quando este montante foi de R$ 1,9 bilhão, esperamos que ano que vem, nós conseguimos no mínimo manter este mesmo patamar", destacou ele.

Antunes ainda ponderou que mesmo com a retração econômica do país, a Caixa conseguiu elevar o número de investimentos federais no Estado. "Nós avançamos aqui". Ele destacou que apenas em Campo Grande, houve 30 empreendimentos, no valor de R$ 300 milhões neste ano.

Recursos - O superintendente relatou que esteve a semana inteira em Brasília, para discutir com as autoridades a expectativa de investimentos e novas moradias do "Minha Casa, Minha Vida", em Mato Grosso do Sul, em 2015, mas que vão saber sobre este montante no final do ano, ou início de janeiro.

"Já sabemos que o programa nesta sua terceira edição, terá melhorias nas obras e deve definir o seu orçamento que será aplicado, vamos esperar para saber".

Contemplados - Estas 65 mil famílias que foram contempladas do "Minha Casa, Minha Vida", conseguem com a casa própria, sair do aluguel e ter um local em boas condições para viver, além de pagar bem menos por esta moradia, com prestação que equivale a 5% do seu orçamento.

Laerte Domingues, de 41 anos, conseguiu receber a casa no bairro Jardim Leblon, e vai morar com a esposa e mais dois filhos, um de sete e outra de cinco anos. "Estava esperando há dez anos por esta casa, achei o local ótimo, muito bom para criar meus filhos, além de sair do aluguel". Ele gastava R$ 350,00 por mês e agora só irá pagar a prestação de sua casa.

Já o frentista Adriano Milan, 35, e sua esposa Cláudia Antunes, 31, conseguiram uma casa para morar com seus três filhos, além da sogra, após esperar por quatro anos por uma moradia. "Já tinha me cadastrado na prefeitura e Estado, gastava R$ 500,00 de aluguel, ganhando apenas um salário, foi uma conquista", destacou Cláudia.

A vendedora Regiane de Souza, 24, que conseguiu uma casa no Bairro Centenário, destacou que vai morar com dois filhos e o marido, ficando perto onde ela morava, no Aero Rancho. "Fiquei muito feliz, ótimo local, antes pagava R$ 300,00 de aluguel, agora não vai ser nem metade".

Regiane de Souza vai morar com dois filhos e marido, em casa no bairro Centenário, perto onde morava antes no Aero Rancho (Foto: Marcos Ermínio)Regiane de Souza vai morar com dois filhos e marido, em casa no bairro Centenário, perto onde morava antes no Aero Rancho (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions