A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/05/2009 21:28

Quadrilha invade casa, rende e agride Nelsinho Trad

Redação

Quadrilha armada com pistolas invadiu hoje, por volta das 19h45, a residência do prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), localizada na Rua da Paz, no Jardim dos Estados.

No momento em que estava fazendo a barba, ele foi surpreendido por 4 homens que o mantiveram refém por cerca de 10 minutos.

Ao Campo Grande News, Nelsinho disse que os bandidos estavam de "cara limpa", sem capuz, e que o agrediram, mandaram deitar no chão, amarraram suas mãos e um deles chegou a pisar na sua cabeça.

Conforme o líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Paulo Pedra (PDT), que foi até o local após ser chamado por Trad, a ação foi rápida e pode envolver até 6 assaltantes.

"Depois de render Nelsinho, os ladrões começaram a revirar o quarto", conta o vereador. Paulo Pedra diz que o prefeito sofreu pressão psicológica e está com alguns ferimentos nos punhos. Nelsinho relatou que um dos bandidos ameaçou cortar um dos dedos dele, contudo, foi repreendido por outro que disse "não faz isso, o prefeito é do bem", conta Paulo Pedra.

No momento do assalto estava dentro da residência apenas o prefeito e do lado de fora um vigia e o motorista. Antes de invadir a casa, dois homens renderam os funcionários.

Segundo o vereador, na semana passada o filho de Nelsinho foi alvo de uma tentativa de assalto, também na porta da residência. "Existe a possibilidade de serem as mesmas pessoas", comenta.

Paulo Pedra diz ainda, que nesta noite não houve roubo de dinheiro, apenas algumas jóias de pequeno valor foram levadas.

Susto - Há anos trabalhando com Nelsinho, o motorista Miltom Pupi conta que nunca havia sido assaltado. Hoje, teve uma pistola apontada para a cabeça e depois foi amarrado com cadarço de tênis, assim como o segurança que estava junto dele no momento da abordagem.

"Acho que eles estavam esperando a gente. Foi só chegar, deixar o Nelsinho e eles já dominaram nós dois. Eram seis ou sete e fugiram de carro, porque não ouvi barulho de motos", conta o motorista que diz ter estacionado o carro na Rua Paraíba, onde fica a garagem da residência que faz esquina com a Rua da Paz. "O Nelsinho saiu e eles chegaram.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions