A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/10/2014 10:23

Referência no policiamento, DOF é procurado por outras forças de segurança

Renan Nucci
Participam do curso 30 policiais, sendo 20 do DOF e dez de outras forças de segurança. (Foto: Divulgação/Sejusp)Participam do curso 30 policiais, sendo 20 do DOF e dez de outras forças de segurança. (Foto: Divulgação/Sejusp)
Coronel Duarte, comandante do DOF, afirma que a corporação é referência nacional no policiamento de fronteira. (Foto: Divulgação/Sejusp)Coronel Duarte, comandante do DOF, afirma que a corporação é referência nacional no policiamento de fronteira. (Foto: Divulgação/Sejusp)

O DOF (Departamento de Operações de Fronteira) iniciou nesta semana o Cepfron (Curso de Especialização em Policiamento de Fronteira). A atividade criada inicialmente para capacitar os novos policiais da corporação, também tem a presença de representantes de outras forças de segurança que buscam evolução no combate ao crime. Dos 30 alunos, dez representam a Polícia Militar de Goiás, a de Mato Grosso e o Exército Brasileiro.

Segundo o coronel Osnei Nazareth Duarte, comandante do DOF, a precisão do Departamento em ações ostensivas  é tida como exemplo em todo país, e por este motivo, outras instituições vêm ao Mato Grosso do Sul à procura de novas maneiras de atuar. “Somos pioneiros, e nosso trabalho é referência para as outras forças de segurança que querem novos aprendizados”, disse.

“Diferente das demais polícias, nós não temos uma base montada nas ruas. Atuamos no policiamento itinerante, monitorando as principais faixas de fronteira com a Bolívia e o Paraguai, principalmente estradas vicinais. O trabalho  dá resultado, pois os criminosos não conseguem rastrear nossos passos e sempre que imaginam que vão despistar as autoridades, são surpreendidos por nós”, completa.

O foco do DOF, segundo o coronel Duarte, é o combate de crimes como tráfico de drogas e de armas, contrabando, descaminho, furto e roubo de cargas e veículos, bem como apoio às equipes de vigilância sanitária. Durante o curso, os 30 alunos terão aulas de policiamento itinerante, patrulha rural, técnicas de abordagem, defesa pessoal, tiro, monitoramento de atividades delituosas, entre outras disciplinas, além de aulas de espanhol e matérias socioculturais.

Nesta quarta edição, a carga é de 365 horas, entre teoria e prática, e a previsão é que o curso seja concluído no dia 12 de dezembro. Desde que a capacitação teve início, além dos integrantes do DOF, cerca de 60 policiais de outras corporações já se formaram. O treinamento é oferecido através de uma parceria entre a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e a Escola de Governo (Escolagov), o curso é o primeiro a ser realizado integralmente nas novas instalações do Departamento em Dourados.



Saudade da época em que os traficantes tinham medo do DOF, década de 1990.
 
wild em 31/10/2014 11:43:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions