ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEXTA  05    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Reinaldo retira projeto que muda regras da eleição de diretores de escolas

Por Edivaldo Bitencourt e Leonardo Rocha | 14/05/2015 10:13
Professores e administrativos participam de protesto no legislativo (Foto; Marcos Ermínio)
Professores e administrativos participam de protesto no legislativo (Foto; Marcos Ermínio)

Centenas de professores e administrativos da Educação protestam na manhã desta quinta-feira (14) na Assembleia Legislativa. Uma das principais reivindicações dos manifestantes foi atendida pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na manhã de hoje. Ele anunciou a retirada do projeto de lei que mudava as regras na eleição para diretores nas escolas públicas estaduais.

A informação foi dada durante a sessão pelo deputado estadual Onevan de Matos (PSDB), que preside os trabalhos no lugar de Junior Mochi (PMDB). A decisão do governador, de não mudar as regras, foi bastante aplaudida pelos manifestantes.

Na mobilização contra o projeto, os professores deixaram 75% dos 270 mil estudantes da rede estadual sem aulas nesta quinta-feira, segundo estimativa da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul).

A Secretaria Estadual de Educação não divulgou estimativa, mas ressaltou que as aulas vão ser repostas.
O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) destacou que o projeto é prejudicial porque exclui os servidores administrativos da disputa.

Pedro Kemp (PT) destacou que a proposta acabava com a eleição direta para escolher os diretores das escolas integrais, indígenas e do Ceada (Centro Estadual de Atendimento ao Deficiente da Audiocomunicação). O petista também defende a redução na idade dos estudantes aptos a votar, de 14 para 12 anos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário