A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/08/2009 10:00

Residencial Oiti: mais 172 famílias recebem casa própria

Redação

Mais 172 famílias realizaram neste sábado o sonho da casa própria, a partir da terceira etapa de entrega de casas no residencial Oiti, na saída para Três Lagoas.

O ato faz parte do calendário em comemoração aos 110 anos de Campo Grande.

Considerado um dos maiores investimento em habitação da Capital, o empreendimento habitacional foi construído por meio de parceria entre prefeitura, Caixa Econômica Federal e governo do Estado.

Das 172 unidades entregues neste sábado, 72 estão localizadas no Oiti III e 100 no Oiti IV. Até a conclusão do projeto, composto por 898 casas, serão investidos R$ 29,6 milhões.

Deste montante, R$ 25,3 milhões são recursos federais e R$ 4,3 milhões são provenientes de investimento da prefeitura da Capital e governo estadual.

No dia 1º de agosto, o prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e o governador André Puccinelli (PMDB) entregaram 205 casas, como parte da segunda etapa do Oiti.

Até o momento, já foram entregues 585 unidades. O projeto arquitetônico destas casas é composto por sala, cozinha, sanitário e dois quartos, com área total de 39,44 m².

O prefeito Nelsinho Trad não pôde comparecer à entrega das unidades neste sábado, devido a compromissos em São Paulo. Ele foi representado pelo vice-prefeito Edil Albuquerque (PMDB) e o diretor-presidente da Emha (Empresa Municipal de Habitação), Paulo Matos.

Edil destacou que a entrega de mais uma etapa do Oiti sintetiza a vontade da prefeitura de investir em habitação, um setor que ele admite ser deficiente.

"Estas residências trazem um impulso social muito grande para estas famílias", observou.

Paulo Matos enfatizou que o Oiti é um dos "maiores e melhores empreendimentos em habitação já entregues em Campo Grande".

"Além de realizar o sonho da casa própria para estas famílias, o conjunto urbaniza uma parte importante da cidade. Não tem melhor jeito de comemorar o aniversário de Campo Grande", afirmou.

Segundo Paulo Matos, outras 700 unidades estão sendo finalizadas na saída para São Paulo. A construção de mais 1000 casas naquela região está em processo de negociação.

Na região do São Conrado e Santa Emília, serão edificadas mais 860 unidades. O projeto foi finalizado e só aguarda liberação de recursos pela Caixa Econômica. O conjunto ganhará o nome de Jardim Fernanda.

Na mesma região, sairá o conjunto João Alberto Amorim, com mais 295 unidades.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions