A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/10/2008 17:07

Reverendo Moon é condenado a pagar multa milionária

Redação

A Associação das Famílias para a Unificação e Paz Mundial, ligada ao Reverendo Moon, foi condenada a pagar multa milionária expedida em 1999 pela construção de uma ponte sem licença ambiental na fazenda New Hope, em Miranda.

A multa foi reduzida de forma ilegal pelo Imap (Instituto de Meio Ambiente Pantanal).

A determinação é do juiz Dorival Moreira dos Santos, da Vara dos Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, no julgamento de ação civil pública movida pelo Executivo Estadual para recomposição e cobrança do valor devido.

A multa foi fixada em 505 mil Uferms, o que representava, na época, R$ 5,05 milhões. No entanto, este não foi o valor cobrado.

Em 2001, o Reverendo Moon conseguiu redução da multa e pagou somente R$ 105 mil.

Tanto o primeiro parecer, gerando a multa milionária, quanto o segundo, com a redução a valores ínfimos, foram formulados pela assessora jurídica do Imap, Márcia Corrêa de Oliveira.

Ela foi denunciada pelo Executivo na mesma ação, junto com Nereu Fontes, então chefe do órgão ambiental e quem assinou a decisão reduzindo o valor devido.

Ambos recorreram e sustentaram que agiram na legalidade. Já a Associação das Famílias alegou que não teve direito a ampla defesa na esfera administrativa quando foi estabelecida a multa milionária.

O juiz condenou Fontes e Márcia a pagar 1% cada do valor não recolhido pela Associação a título de reparação de danos. O recurso será utilizado para restauração de mata nativa.

Pelo mesmo motivo, condenou a Associação das Famílias a pagar 20% do valor não recolhido à época.

Na prática, depois de muita batalha judicial, a Associação das Famílias foi condenada a pagar o valor inicial da multa. O juiz ainda tornou bens indisponíveis e condenou os servidores e a entidade a pagar honorários estimados em 20% do valor da causa.

Tramita ainda na Vara de Direitos Difusos a ação civil pública de improbidade administrativa apresentada pelo Ministério Público Estadual, tendo como réus os dois servidores públicos e a entidade ligada a Moon.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions