A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/04/2011 10:17

Servidores do Judiciário anunciam paralisação para quarta-feira

Da Redação
 Servidores do Judiciário anunciam paralisação para quarta-feira

Os cerca de 3,2 mil servidores do Judiciário de Mato Grosso do Sul irão paralisar as atividades em todo o Estado nesta quarta-feira como maneira de pressionar uma negociação salarial além de outras questões referentes ao trabalho.

A informação é do presidente do Sindjus (Sindicato dos Servidores da Justiça de Mato Grosso do Sul), Dionízio Gomes Avalhaes. Segundo ele, três pontos principais marcam as reivindicações da categoria. “O primeiro é a correção salarial”, afirma o sindicalista. Segundo ele, o aumento de 6% concedido este ano ficou aquém daquilo que teria sido “perdido durante vários anos”. “Não cobre bem a inflação do período”, afirmou.

O sindicalista afirmou que a categoria vai ficar em "estado de greve", o que significa que uma paralisação por tempo indeterminado pode ocorrer a qualquer momento.

Ele reclama que recentemente houve reajuste salarial no congresso de 61,8% e que logo será aprovado o Projeto de Lei que aumenta em 14,1% o salário dos ministros do STF. “Esse aumento tem o efeito cascata que vai ser estendido a toda a magistratura do País”, afirmou. O sindicalista reclama da disparidade salarial com os servidores do judiciário e argumenta que o fato tem causado a rotatividade do servidor. “Isso porque o salário não compensa. Os servidores ficam doentes e se aposentam precocemente por invalidez”, afirma Gomes lembrando que pela falta de funcionários, há sobrecarga de outros.

O segundo ponto elencado pelo sindicalista é o horário estabelecido pelo Tribunal de Justiça para o expediente das 09h às 18h. “Temos a proposta para atendimento de doze horas dividido em dois turnos de seis horas cada. Isso para melhorar também o atendimento ao público”, enfatizou.

Gomes afirma que o terceiro ponto de reivindicação da categoria é o estabelecimento de um estatuto único para a categoria através da chamada PEC 190/07. O fato iria determinar o estatuto unificado com procedimentos padronizados. “O CNJ (Conselho Nacional da Justiça) tem tentado resolver a questão mas tem sofrido por conta das forças políticas que barram”, salientou.

Paralisação - A paralisação marcada para esta quarta-feira (13) será geral em todo o Mato Grosso do Sul sendo que setores considerados essenciais como a distribuição de processos e cumprimento de mandados essenciais e urgentes de prisão, serão mantidos.

Servidores do interior do Estado irão participar de um manifesto na quarta-feira começando em frente ao juizado central às 11h. Depois o grupo segue para o Fórum e às 13h estarão em frente Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Até agora 100 servidores do interior confirmaram presença mas o número deve ser maior ainda no fim do dia.

Presidência - O presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Luiz Carlos Santini, afirmou, recentemente, que em caso de greve, o servidor que aderir terá o ponto cortado. Para ele o aumento concedido foi que era possível para o momento diante da situação financeira do TJ/MS. De acordo com o presidente, o reajuste deveria ocorrer apenas no mês de maio, mas foi adiantado.

Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...


ESSA PARALISAÇÃO SERÁ UM GRANDE FIASCO JÁ ANUNCIADO. MAIS DA METADE DOS SERVIDORES DO PODER JUDICIÁRIO NÃO SÃO FILIADOS OU DESFILIARAM-SE DO SINDIJUS.
 
João Vitor em 11/04/2011 12:06:15
O gostaria que a "Saúde" tivesse a coragem que os funcionários da Justiça tem.
 
Ivone do Carmo em 11/04/2011 11:10:10
Porque somente a classe minoria de politicos e servidores público tem aumento acima do indice da inflação????

A maioria do povo brasileiro a massa assalariada não tem os privilégios da área publica.

Contra a Greve.
 
Adenilson Silveira em 11/04/2011 05:55:52
Sou solidário aos servidores, mas convenhamos: A paralisação só prejudicará a sociedade... Ou vocês acham que realmente há alguém interessado em conceder aumento "real" aos funcionários públicos? Aos verdadeiros carregadores de piano? Utopia meus caros... só a elite leva! É o país das disparidades... esqueceram?
 
Severino Justo em 11/04/2011 05:26:42
PARABÉNS JUDICIÁRIO, FORÇA E LUTA, SOU SERVIDORA DO MUNICIPIO E MINHA CATEGORIA TB FEZ SUAS REIVINDICAÇÕES QUASE 60 DIAS PARALIZADOS!!!! LUTEM PELO SEUS DIREITOS DE SERVIDORES , POIS AS NOSSAS CONDIÇÕES DE TRABALHOS ANDAM PRECÁRIAS NO SERVIÇO PÚBLICO!!!!
 
tatiane rezende vieira em 11/04/2011 04:38:41
Vai ser uma grande paralização , o TRIBUNAL VERÁ NOSSA FORÇA !!!
 
fabiano Reis de Oliveira em 11/04/2011 04:08:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions