A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/06/2015 22:59

Setor sucroenergético de MS gera empregos apesar da crise

Lúcio Borges
Setor sucroenergético de MS gera empregos apesar da crise

O setor sucroenergético de Mato Grosso do Sul anunciou hoje (9) balanço positivo com geração de empregos no Estado, apesar da crise no setor da indústria estadual, que vem acumulando números negativos na geração de empregos desde o começo do ano. A área da cana de açucar, que produz alcool e açucar ficou entre os setores que tiveram saldo positivo na criação de empregos, com 961 postos de trabalho gerados.

O setor foi o que que mais empregou no Estado no primeiro quadrimestre do ano, conforme a Biosul (Associação de Produtores de Bioenergia de MS). De janeiro a abril de 2015, o saldo entre contratações e demissões foi de 596 vagas encerradas, 89% menor que a média histórica do setor, como mostra o relatório divulgado na segunda-feira (2), pela Fiems (Federação das Indústrias do MS). 

O presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, aponta que o momento não é expetacular, mas é positivo. “Estamos em plena safra e, apesar da crise que afeta o setor e o país, temos feito um esforço para recuperar o caminho do crescimento mantendo e até ampliando os empregos no setor", disse.

Setor

Com cerca de 30 mil colaboradores nas 22 unidades em operação, o setor tem a segunda maior massa salarial do Estado e o terceiro melhor salário da indústria.

Nas cidades onde as usinas são instaladas estima-se que para cada posto criado, mais 3 empregos indiretos são gerados.

No ranking de municípios que mais empregaram no período de janeiro a abril de 2015, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), estão Angélica, Rio Brilhante, Costa Rica e Chapadão do Sul, todas essas cidades possuem unidades de processamento de cana.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions