A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

04/08/2010 06:19

Suspeito de assalto é morto com 2 tiros pela Polícia

Redação

Luiz Eduardo Batista Rezende, 21 anos, morreu após ter sido baleado pela PM (Polícia Militar), às 20 horas de ontem, em um posto de combustíveis, localizado na Avenida Albert Sabin, Bairro Taveirópolis, em Campo Grande.

Ele era suspeito de assaltar uma lan house localizada na Rua General Alcoforado, Bairro Piratininga, às 7h15 de ontem.

Luiz Eduardo e um comparsa invadiram o estabelecimento e roubaram celulares do funcionário e de um cliente, além de R$ 64,00.

A dupla estava armada com uma pistola e fugiu em uma moto Twister preta.

A placa foi anotada pelas testemunhas e os policiais militares começaram a procurar pelos autores.

Os policiais encontraram a moto em uma casa na Rua Albert Sabin, onde Luiz Eduardo morava e estava com o comparsa.

Ao verem os policiais, eles começaram a pular muros.

Armado, Luiz Eduardo tentou fugir pelo pátio do posto, que fica ao lado da residência dele.

Os policiais mandaram que ele entregasse a arma, porém, Luiz Eduardo resistiu à prisão.

Foi disparado um tiro na perna e, ainda assim, o jovem não se entregou.

Mais um tiro foi disparado pelos policiais, desta vez, no pescoço de Luiz Eduardo.

O rapaz chegou a ser socorrido e morreu ao dar entrada na Santa Casa de Campo Grande.

Com Luiz Eduardo foi encontrada a pistola usada no assalto, além de um celular roubado e parte do dinheiro.

A arma, segundo a versão dos policiais responsáveis pela operação, falhou e, por isso, Luiz Eduardo não conseguiu atirar.

O soldado e o cabo que atiraram em Luiz Eduardo, cujos nomes são preservados, admitiram os tiros.

Eles prestaram depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e foram liberados porque só atiraram para se defender.

O comparsa de Luiz Eduardo conseguiu fugir.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions