A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/09/2014 10:20

TJ amplia "recesso" de fim de ano e garante férias aos advogados

Renan Nucci e Kleber Clajus
Presidente do Tribunal de Justiça, Joenildo Chaves, e presidente da OAB, Julio Cesar, durante assinatura de convênio (Foto: Marcos Ermínio)Presidente do Tribunal de Justiça, Joenildo Chaves, e presidente da OAB, Julio Cesar, durante assinatura de convênio (Foto: Marcos Ermínio)

Será publicada no Diário Oficial da Justiça de amanhã (18), uma medida que garante a suspensão de prazos processuais no âmbito do judiciário, no período que compreende de 20 de dezembro a 20 de janeiro. A medida foi tomada pelo TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e comemorada pela seccional regional da OAB (Ordem dos advogados do Brasil).

De acordo com o presidente do TJ/MS, Joenildo de Sousa Chaves, a decisão não implica em prejuízo aos jurisdicionados. Ele explica que atualmente os 11.500 advogados registrados no Estado não têm descanso e por isso, é tempo de reconhecer que estes profissionais "merecem férias”.

“Quando assumimos a presidência desta corte, decidi que queria fazer um trabalho compartilhado com todas as instituições. Com essa decisão foram beneficiados juízes, servidores, advogados e a classe jurídica de modo geral”, disse.

Para o presidente da OAB/MS, Júlio César de Souza, a decisão tomada pela corte estadual reflete vanguarda que deve ser comemorada por toda classe. Ele reforça que o período não trará perdas aos processos em trâmite, mas sim, possibilitará ao advogado “respirar um pouco”.

Já o advogado e conselheiro da OAB/MS, Carlos Magno, avaliou que esta medida prática demonstra o respeito que existe entre a magistratura e os profissionais da advocacia. Danilo Gordim Freire, também conselheiro da entidade, ressalta que no período entre 7 a 20 de janeiro, os servidores dos cartórios e da justiça estadual também vão ser beneficiados, pelo fato de que poderão colocar em dia os trabalhos nos fóruns e tribunais.

Participaram do encontro na presidência do TJ, os advogados Lazaro José Gomes, Mansour Elias Karmouche, Elvio Gusson e Victor Jorge Matos, todos membros da diretoria da OAB de Mato Grosso do Sul. "A decisão foi uma vitória da classe", reforma Lazaro.

Ainda de acordo com o presidente da seccional sul-mato-grossense da OAB, esta medida já foi adotada por estados como Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e outros das regiões Norte e Nordeste. “Nunca tivemos na história essa suspensão de prazos que possibilita ao advogado, férias”, completou.

Justiça determina que município contrate fisioterapeutas dentro de 30 dias
A justiça aprovou pedido de liminar proposto pelo MPE (Ministério Público Estadual), por meio do promotor de justiça Luciano Loubet e, por isso, o mu...
Justiça tira guarda de pais por incapacidade de criar filha
Os desembargadores a 3ª Câmara Cível negaram recurso de apelação proposto por um casal que perderam a guarda da filha por ter ficado comprovado a inc...
Justiça Eleitoral suspende transmissão de sessão da Câmara de Vereadores
A Justiça Eleitoral do Estado suspendeu as transmissões por rádio e TV das sessões ordinárias e extraordinárias da Câmara Municipal de Naviraí, dista...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions