A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

01/07/2009 14:24

TJ expulsa major líder de quadrilha de caça-níqueis

Redação

Em sessão realizada na manhã desta quarta-feira, o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) expulsou da PM (Polícia Militar) o major da reserva Sérgio Roberto de Carvalho.

O pedido de perda do posto e patente do oficial foi aceito por unanimidade pela Seção Criminal, que é composta por seis desembargadores. O relator do caso foi o desembargador Claudionor Miguel Abss Duarte.

Desde março,o Ministério Público tenta a exclusão de Carvalho, quando foi encaminhada representação ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

A solicitação foi apresentada por conta de condenação à pena de 15 anos, dois meses e 12 dias de reclusão, integralmente em regime fechado, por tráfico de drogas, com sentença em 05/09/1999, perante a Justiça Federal.

O MPE entrou com recurso junto ao STF (Supremo Tribunal Federal), o que fez a pena aumentar para 15 anos e oito meses de reclusão. Após vários recursos por parte da defesa de Carvalho, em 28 de março houve o trânsito em julgado, condição que permite a expulsão do major dos quadros da PM.

O oficial poderia recorrer, mas perdeu o prazo. Ele então entrou com recurso para pedir mais prazo, que foi negado.

Carvalho ficou conhecido como um dos chefes do tráfico internacional de drogas em Mato Grosso do Sul em 1996, quando a Polícia encontrou cocaína pura escondida em uma das fazendas do militar, em Rio Verde de Mato Grosso.

Atualmente, Carvalho está preso desde maio na Penitenciária Federal de Campo Grande. Ele é apontado pelo MPE (Ministério Público Estadual) como líder da quadrilha que atua com caça-níqueis e cassinos, dono de casas de jogos na Bolívia e em Campo Grande.

O major foi preso em Corumbá, quando desembarcava da aeronave, que foi apreendida. Com ele foi apreendido pouco mais de R$ 7 mil.

Ele já havia sido preso em 2007 pela PF (Polícia Federal) também por envolvimento com caça-níqueis. Mas antes disso, no fim da década de 90, foi preso por tráfico de drogas.

Decreto permite que morte cerebral seja atestada sem neurologista
O presidente Michel Temer assinou hoje (18) decreto que altera o Sistema Nacional de Transplantes (SNT). O novo texto retira a possibilidade de conse...
Procuradores do Estado terão auxílios que chegam a 60% dos salários
O Governo de Mato Grosso do Sul regulamentou em seu Diário Oficial, desta quarta-feira, dia 18, o auxílio-transporte, alimentação e de saúde dos Proc...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions