A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/04/2010 07:55

Tranquilidade de mãe de menina morta assusta Polícia

Redação

"Ela ficou o dia todo ontem na delegacia e não derramou uma lágrima", disse o delegado titular de Anastácio, Evandro Luiz Banheti Corredato, em relação à mãe da menina Luana, 2 anos, que morreu ontem na cidade, distante 135 quilômetros de Campo Grande.

A tranquilidade da mulher de 28 anos, cujo nome será preservado neste momento das investigações, assusta o delegado, que investigará se teve participação da mulher na morte da filha.

O padrasto da menina, de 20 anos, foi detido suspeito do crime ontem à noite, quando já estava em Jaraguari.

A mãe da vítima conta que a menina apanhou do padrasto na noite de segunda-feira.

Ontem pela manhã a criança sentiu-se mal e morreu na residência da família do padrasto, que é irmão do pai da menina.

A primeira informação repassada pela Polícia indicava que a menina havia falecido ontem à tarde e o delegado esclarece que foi às 11 horas, sem receber atendimento médico.

Antes de pedir a prisão preventiva do suspeito, o delegado aguarda o laudo necroscópico, que poderá apontar a causa da morte da criança.

No entanto, ele antecipa que a menina apresentava vários hematomas pelo corpo, muitos deles na cabeça.

Durante toda a manhã, o delegado ouvirá depoimentos dos vizinhos da residência onde a menina morreu.

As declarações podem apontar até se houve participação da mãe da criança e quem estava no local no momento em que a vítima apanhou.

O pai da menina mora em Guia Lopes da Laguna.

Há cerca de um mês o casal e a menina deixaram a cidade e estavam atualmente na casa da avó materna da criança.

A mãe da vítima tem outros três filhos, crianças, que não moram mais com ela.

O suspeito foi detido pel PRF (Polícia Rodoviária Federal), quando viajava em um ônibus intermunicipal para São Gabriel do Oeste.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions