A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/12/2017 12:45

Trocada por versões paraguaias, telefonia ruim na fronteira é alvo do MP

Moradores contam que sinal de internet da Vivo é horrível e Ministério Público abre investigação

Aline dos Santos
Ligações não completam ou caem durante o diálogo. (Foto: Marcos Ermínio)Ligações não completam ou caem durante o diálogo. (Foto: Marcos Ermínio)

Com péssima qualidade na região de fronteira, que faz com que muitos usuários migrem para concorrentes paraguaias, os problemas no serviço de telefonia serão investigados pelo MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) em mais um município do Estado.

O novo procedimento preparatório vai apurar possíveis irregularidades consistentes na má qualidade dos serviços prestados pela empresa de telefonia Vivo em Paranhos, a 469 km de Campo Grande e na fronteira com o Paraguai.

Na cidade, moradores contam que o sinal de internet móvel da operadora é horrível e que optam pelas operadoras Tigo ou Personal. “Usar internet da Vivo não compensa, não funciona”, afirma Élio José dos Santos, 43 anos, que é diretor de escola e mora em Paranhos há quatro décadas.

No procedimento do MP, a promotoria aponta que os serviços de telefonia móvel e internet da empesa em Paranhos estão “muito aquém da qualidade esperada, gerando prejuízos e transtornos à população local”.

A apuração também traz reclamação da Câmara Municipal de Paranhos. O documento cita que a falta de sinal de telefonia móvel é fato frequente, com ligações que não completam ou que caem durante o diálogo.

Em novembro, o Campo Grande News mostrou a dificuldade para usar internet móvel em Ponta Porã, cidade paraíso das compras na fronteira com Pedro Juan Caballero (Paraguai). O índice médio de conexão na cidade, com forte turismo de compra e 90 mil habitantes, é inferior ao mínimo exigido pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Outro problema comum é a operadora Vivo se tornar Tigo, deixando o celular inoperante. No último dia 23 de novembro, o MP divulgou que a Justiça condenou a empresa Vivo a realizar melhorias no sistema de telefonia e internet móvel nos municípios de Bela Vista e Caracol, também região de fronteira. A reportagem fez contato com a assessoria de imprensa da Vivo e naão recebeu resposta até a publicação da matéria. 

Em um ano, MS teve aumento de 7,27% no total de usuários de internet fixa
Entre setembro do ano passado e deste ano, Mato Grosso do Sul registrou um aumento de 7,27% no total de usuários de internet fixa - a banda larga res...
Indenizações por morte no trânsito crescem 24% em relação a 2016
O número de indenizações pagas pelo Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro Dpvat) entre janeiro e novemb...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions