A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Junho de 2018

24/11/2017 16:53

Cidade preferida para ir às compras em MS sofre com internet ruim

Serviço oferecido em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, está abaixo do padrão da Anatel

Osvaldo Júnior
Ponta Porã, cidade de turismo de compra e na fronteira do Brasil com Paraguai, tem muitos problemas com a internet (Foto: Divulgação)Ponta Porã, cidade de turismo de compra e na fronteira do Brasil com Paraguai, tem muitos problemas com a internet (Foto: Divulgação)

As estatísticas corroboram as avaliações de moradores do município: a internet em Ponta Porã é falha. O índice médio de conexão na cidade, com forte turismo de compra e com 90 mil habitantes, além de estar abaixo da média do Estado, é inferior ao mínimo exigido pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai e a 323 quilômetros de Campo Grande, é atendido por quatro operadoras, duas delas com cobertura 4G. 

Conforme dados da Anatel, em setembro, a taxa média de conexão de dados foi de 96,12% – de acordo com a Agência, esse índice não deve ser menor que 98%. A taxa de Mato Grosso do Sul foi, no mesmo período, de 98,18%, pouco acima do patamar de referência. 

Ponta Porã tem 54 ERBs (Estações Rádio Base), das operadoras Claro (24), Vivo (22), Oi (5) e TIM (3). As duas últimas só têm antenas 2G. Quanto a Claro e a Vivo, as coberturas respectivas são: 2G (10 e 10), 3G (6 e 8) e 4G (8 e 4). 

Pelos dados da Anatel, com exceção da Claro, as operadoras, que atendem Ponta Porã, têm apresentado índices de conexão abaixo do nível de referência. Em um ano, a TIM conseguiu ficar acima do mínimo exigido em apenas três meses (novembro e dezembro de 2016 e janeiro de 2017). A Oi e a Vivo não alcançaram nenhuma vez o patamar de 98%. O melhor resultado da Oi foi de 97,97% em novembro de 2016 e da Vivo, de 92,36% em setembro deste ano. 

Apesar de contabilizar os menores índices, a Vivo é a que mais avança em melhoria da taxa de conexão em Ponta Porã. A situação da TIM é inversa: com algumas oscilações, a trajetória de conexão da operadora tem caído acentuadamente. 

Fonte: AnatelFonte: Anatel

Reclamações – Na prática, esses tantos índices, inferiores à referência da Anatel, representam dor de cabeça aos usuários de internet de Ponta Porã. A avaliação geral é negativa. No comércio, o problema chega a comprometer as vendas.

"É péssima", define a empresária Silvia Albuquerque, proprietária de uma loja de confecção no município. "Toda semana, é a mesma coisa:a a internet cai e volta, volta e cai", reclama. Ela conta que uma loja próxima à dela fechou as portas e uma das razões foi o problema da internet. "Caía o tempo todo. O dono não aguentou e fechou a loja", lembra-se.

"A internet aqui é sempre lenta", afirma Sandra Aquino, que trabalha no setor de crediário de uma loja de roupas de Ponta Porã. "Quando o cliente compra no cartão, muitas vezes a maquininha demora ou fica fora do ar. Isso atrapalha as vendas", detalha.

A gerente de uma loja de móveis, Lucimar Stela, conta que, na semana passada, a internet ficou mais de hora sem funcionar. "Não sei o que acontece aqui em Ponta Porã, mas sempre tivemos esse problema com a internet. E de uns dias para cá tem piorado", observa.

Operadoras – O Campo Grande News procurou as operadoras Claro e Vivo (as que têm cobertura 4G) em Ponta Porã.

Em nota, a Vivo afirmou que "preza pela qualidade dos serviços prestados aos seus clientes em Ponta Porã e em todo o estado de MS e que tem trabalhado para melhoria de rede no município, executando projetos de ampliação da capacidade de serviços na região".

A Claro respondeu que sua rede funciona normalmente em Ponta Porã. "A operadora esclarece que cumpre com os indicadores estipulados pela Anatel, segundo o último levantamento da agência sobre o Monitoramento de Redes do Serviço Móvel Pessoal", afirmou em nota.

A operadora acrescentou que "trabalha continuamente para garantir a qualidade dos serviços prestados e proporcionar a melhor experiência em serviços de telecomunicações aos seus clientes no estado".

Dia de tentar ficar milionário: loterias sorteiam R$ 168 milhões hoje
A Mega-Sena pode pagar, neste sábado (dia 23), R$ 38 milhões para quem acertar as seis dezenas. O prêmio está acumulado há seis rodadas e o sorteio e...
Hub aéreo no nordeste avança segundo companhia
O número de voos entre Fortaleza e a Europa deve aumentar em breve indicou a companhia aérea KLM junto de sua sócia francesa, a Air France. A ideia s...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions