A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

25/09/2009 18:17

Vigilantes organizam mobilização para reajuste de risco

Redação

Está marcada para amanhã, às 8h, na avenida Afonso Pena em frente à praça Ary Coelho, uma mobilização do Seesvig/MS (Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança e Vigilância de Transporte de Valores de Campo Grande e Região), para solicitar aumento de 30% de risco sobre o salário.

De acordo com Hildo Custódio dos Santos, membro da diretoria executiva do sindicato, o reajuste é um incentivo ao trabalho. Atualmente, um vigilante ganha em média R$ 672,60 e com o percentual, o salário subiria a quase R$ 900.

"A mobilização visa chamar a atenção dos nossos oito deputados federais para que aprovem o projeto de reajuste de risco que tramita na Câmara Federal", explica Hildo.

Ainda conforme o sindicalista, são aguardados cerca de mil vigilantes amanhã na mobilização. No Estado são 8,5 mil profissionais, sendo 1,8 mil na Capital.

"Caso um vigilante morra em alguma ocorrência, a família pode ser beneficiada com uma quantia significante. Não queremos que isso aconteça, mas precisamos trabalhar com segurança", frisa Hildo, relembrando o assalto que ocorreu no Comper da Mascarenhas de Moraes, no dia 3 de setembro.

Na ocasião, os vigilantes Ronaldo Veloso Ferreira e Fábio Luis Gonçalves trocaram tiros com bandidos. Os dois foram atingidos por balas, bem como a cliente Aurelina Fátima Silva, 55 anos; os três estão bem.

Último sorteio da Mega-Sena na semana pode pagar até R$ 22 milhões
O sorteio deste sábado (22) da Mega-Sena pode pagar até R$ 22 milhões para um ou mais acertadores que marcarem a seis dezenas premiadas do prêmio.  E...
MEC quer programa para ocupar vagas ociosas em universidades públicas
O Ministério da Educação (MEC) estuda criar ainda este ano uma nova modalidade do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), chamada Sisu Transferência, vo...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions