A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


17/02/2012 18:10

Amplavisão

Manoel Afonso

‘INDECISO’ Sai ano, entra ano e o PSB continua ‘ assexuado’. Sem plano e projeto ainda não se refez da última esfola eleitoral. Sem garra e medroso, nem sabe aproveitar os escândalos no Planalto para satisfazer seu eleitorado.

O QUADRO Se Alckmin é opaco e provincial, FHC vaidoso, Serra é um presunçoso ‘lorde inglês’. Os três não se entendem e não entregam o comando para Aécio, o sucessor e líder natural para reconstruir o projeto eleitoral de 2014.

PERGUNTO: Que motivação esse quadro na cúpula nacional está passando aos tucanos pelo país afora? O deputado Rinaldo, por exemplo, confessa sua preocupação com eventuais reflexos negativos nas urnas nestas eleições municipais.

IMAGINE as conseqüências dessa situação para o vereador/líder tucano da cidade do interior! Ora! A postura ousada/competente da liderança nacional é fonte de inspiração/motivação para aquele militante. Sem isso perde a tesão.

A COMPARAÇÃO com a decadência meteórica do ex-PFL é inevitável; que sem ações e discurso quase sumiu do mapa eleitoral. Aqui, apenas o ingresso de Mandeta (único fato novo) injetou alguma esperança de sobrevivência.

REFLEXOS Pior que perder eleições é perder o espírito combativo, a garra. ( Ai que saudades do Brizola). E como arregimentar novos filiados e atrair lideranças neste estado de inércia? Quem não se solidifica acaba se esfarelando. Não é?

MEMÓRIA Wilson, Ramez e André saíram do ninho tucano; Bacha foi derrotado; Marisa idem, optando pelo TCE, a exemplo de Valdir Neves. Lúdio não fortaleceu o partido. Hoje, Azambuja é a sua luz mais forte, mas de capacidade limitada.

OS PARTIDOS Além da ideologia e militância, precisam de líderes verdadeiramente referências. São eles que encorajam e motivam o eleitor através de postura coerente, passando à opinião pública uma imagem positiva e transparente.

A HISTÓRIA político-partidária brasileira mostra alguns exemplos de lideranças de extrema identificação pessoal com o partido. Foi assim com Getúlio e o PTB; Prestes e o PCB; Brizola e o PDT; Lula e o PT e ainda Eneas e o Prona.

ARREMATE Partidos sem ideologia, criados por mero oportunismo ou pragmatismo como o PSD - por exemplo – não resistem as derrotas e crises. Lembram aqueles vasos e potes de barro impróprio, que não dá liga, marejam ‘fazendo água’.

FICHA LIMPA As dúvidas continuam porque no Brasil as leis são votadas no calor da emoção e sob pressão popular. O princípio da presunção de inocência simplesmente acabou? Esse ponto está sendo questionado no universo jurídico.

E MAIS... O acusado perde o direito e a chance de se defender até a última instância apenas para efeito de se candidatar? Quem garante que os julgamentos nos tribunais colegiados são precisos, intocáveis e irreversíveis?

‘ESTRANHO’ Os juristas também questionam a decisão de se penalizar o acusado por atos e fatos havidos antes da votação da lei. Aliás, ficou evidenciada a divisão da postura entre os ministros do STF durante o julgamento.

EFEITOS A lei deve atingir principalmente ex-prefeitos e ex-vereadores – condenados por tribunal colegiado e que articulavam candidaturas . A condenação dos Tribunais de Contas Estaduais, por exemplo, impedirão candidaturas em 2012.

OS TRIBUNAIS de Contas saíram altamente fortalecidos com a aprovação da lei. As suas decisões são colegiadas e produzem efeitos implacáveis aos condenados. Daqui para frente os políticos vão olhar os TCEs com outros olhos.

CAUTELA Apensar da ansiedade e satisfação da opinião pública, é preciso sim esperar a publicação do texto do STF para uma análise mais apurada do conturbado julgamento. Pelo visto isso ocorrerá somente após o carnaval.

EXPECTATIVA O julgamento do ‘Mensalão’ no STF provocando questionamentos após o Ficha Limpa.Várias hipóteses são admitidas, inclusive manobras de bastidores. A questão política vai pesar muito. E como vai! Quem viver verá!

‘O JOGO’ A disputa na capital vai aquecendo entre os 3 pretendentes apoiados por André/Nelsinho. Cada qual tenta viabilizar seu nome. Siufi - por exemplo - insiste na lisura do processo antes combinado e que não aceita ‘carta marcada’.

CONTEXTO A questão da preferência pessoal de André/Nelsinho não pode ser ignorada. São eles os padrinhos naturais da candidatura; faz parte da lógica política. Lá atrás Marum e Edyl perceberam o quadro e sutilmente desistiram.

FIRME e forte. Assim Ivan Louzada definiu a sua situação no PTB. Lembrou também que Roberto Jefferson está alicerçado em todos os Estados, o que lhe garante o comando do partido. Ainda: Ivan faz parte da Executiva Nacional.

PENSANDO BEM... a quebra do sigilo bancário de acusados e suspeitos em falcatruas na administração pública nem sempre revela a face da verdade. Esse pessoal é esperto: jamais usa a própria conta bancária com essa grana fácil.

OS ESQUEMAS de propinas por aí são comandados – na maioria das vezes – por gente profissional. Em que pese a teoria da ‘aparência’, as acusações carecem de provas documentais. E aí a festa da malandragem continua com a corda toda.

“Hitler também era (popular)” – Antony Garotinho

Convencer o eleitor - a difícil missão.
INTERESSANTE Num país onde a classe política está desacreditada mesmo com 35 partidos regularizados as eleições prometem em nosso Estado um clima de ...
André ajuda ou atrapalha Simone?
EMBORA as negociações políticas ainda estejam em curso nos bastidores, mesmo a distância não é difícil perceber que até aqui o grupo político ancorad...
Corrupção, alegra poucos, desgraça muitos
SEMÁFORO Será que nossos políticos sabem o significado de seus sinais? Fico observando as suas manobras e planos antes da campanha começar e vem à ca...
Nas pontes de Roma a lembrança de André
NA EUROPA Dos países por onde tenho passado algumas observações. Em Paris os supermercados vão implantando caixas sem funcionários graças ao uso do c...


A Lei da Ficha Limpa veio para expor uma situação anteriormente ocultada por manobras que impediam o acesso dos eleitores a respeito do comportamentos de políticos processados pelos Tribunais e pela Justiça, com a aprovação dessa Lei, observar-se-a a preocupação de uma enorme gama de políticos enraizados nas tetas do poder, ante a ameaça de se verem distante dos recursos públicos e do poder.
 
bene rodrigues da costa em 18/02/2012 11:40:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions