ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  18    CAMPO GRANDE 32º

Em Pauta

Covid: medicamento em teste reduziu 72% risco de internação

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 16/09/2020 11:56
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Enfim, um medicamento contra a covid-19 entra em fase final de aprovação. O anticorpo monoclonal da empresa farmacêutica Eli Lilly acaba de passar nos testes finais com humanos. Uma única infusão desse medicamento reduziu significativamente os níveis sanguíneos do coronavírus em pacientes recém-infectados e diminuiu as chances deles precisarem de hospitalização. O anúncio foi feito nesta quarta-feira.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Como esperado o medicamento é um anticorpo monoclonal.

A droga é um anticorpo monoclonal, uma cópia artificial de um anticorpo produzido por um paciente que se recuperou de covid-19. Desde o início da pandemia, a quase totalidade dos cientistas esperavam que um anticorpo monoclonal daria a tão esperada boa resposta de combate ao vírus. Enfim, um desses anticorpos monoclonais está em fase final de aprovação. Outros ainda não chegaram a esse estágio por serem difíceis de fabricar.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Falta revisar os dados dos testes.

O anúncio, da Eli Lilly, ainda não foi revisado por cientistas independentes. As descobertas são o resultado de um estudo patrocinado pela Eli Lilly e pelo National Intitute of Health, dos Estados Unidos. Ainda não há dados detalhados, que devem aparecer em poucos dias ou horas.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

72% de redução no risco de hospitalização.

De acordo com a Eli Lilly, 452 pacientes recém-diagnosticados receberam o anticorpo monoclonal ou apenas um placebo. Somente cerca de 1,7% dos que receberam o anticorpo monoclonal foram hospitalizados - uma redução de 72% no risco de hospitalização. Um excelente resultado. Os níveis sanguíneos do vírus despencaram entre os participantes que receberam a droga. E seus sintomas foram menores. A Universidade da Carolina do Norte afirmou: "É emocionante. O ensaio clínico parece ser rigoroso e os resultados são realmente convincentes".