ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEXTA  27    CAMPO GRANDE 29º

Em Pauta

Gerenciando as birras de seu filho. A ciência por trás da raiva

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 30/10/2020 09:36
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Primeiro, gerencie suas próprias emoções. Antes de se envolver com seu filho em estado "tempestade de raiva", é fundamental regular sua própria resposta a esse estresse. Se seu filho estiver em um lugar seguro, saia da sala e respire fundo algumas vezes ou converse com alguma pessoa próxima - o que precisar para diminuir sua própria frustração. Isso permite usar seu próprio estado de calma para acalmar seu filho. Não está totalmente claro como isso funciona. Provavelmente, dizem os cientistas, decorre da ação dos denominados "neurônios-espelhos", células cerebrais que disparam em resposta ao seu próprio comportamento e ao de outras pessoas. Assistir alguém correr, por exemplo, parece ativar uma região cerebral semelhante à de quanto você está correndo. Assim, seu filho pode sentir o que você está sentindo.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Em seguida, gerencie a birra de seu filho.

É importante combinar sua calma com sinais calorosos e empáticos. Concentre-se mais em suas ações do que em suas palavras. Seu filho pode espelhar suas emoções apenas olhando para sua comunicação não verbal, como sua postura corporal, tom de voz e expressões faciais. Uma boa sugestão é agachar-se e fazer contato visual com seu filho durante a birra, o que mostra que você está envolvido com ele. Tenha cuidado em tocar o corpo da criança. Algumas gostam de um abraço, outras repudiam totalmente qualquer contato físico enquanto estiverem em tempestade de raiva. Também pode tentar fazer com que a criança empurre uma parede, ou, se ela estiver ouvindo (algo raro), incentive-a a respirar lenta e profundamente.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Valide os sentimentos de seu filho.

Por mais que você tente explicar a seu filho por que ele deve se acalmar, a correção de comportamento raramente funciona quando a birra está ocorrendo. Quando seu filho estiver "online" novamente, aproveite a oportunidade para incentivá-lo a montar uma história sobre o colapso que acabou de passar. Ambos aprenderão o que levou à birra. Então, lembre a seu filho que vocês dois estão bem e podem continuar com boa relação.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário