ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 29º

Em Pauta

Sepulturas e crematórios são mais quentes que uma máscara

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 08/08/2020 08:17
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Há uma crença generalizada de que usar máscara é um ato de indulgência para não infectar os outros. Também há muita reclamação de que as máscaras são quentes e "sufocam". As sepulturas e crematórios são mais quentes e sufocantes. Uma mera reunião para comemorar o Dia dos Pais sem o uso de máscara pode te "presentear" com 40 dias de coma ou morte.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

As máscaras protegem as pessoas que as usam.

O uso de máscara não é apenas uma atitude de "amor e respeito ao próximo", ela salva tua própria vida. Certamente pode diminuir a gravidade dos sintomas ou até impedir completamente a infecção. Diferentes tipos de máscara bloqueiam o vírus em graus diferentes, mas todas impedem ou filtram a entrada do vírus em teu nariz. A quantidade de coronavírus que entra em teu nariz determina teu futuro. Se entrar poucos vírus, muito provavelmente, você terá uma infecção leve ou assintomática. O inverso é verdadeiro, se entrar uma "montanha" de vírus em teu nariz, é quase certo que você terá uma infecção severa.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O estudo chinês com hamsters.

Inocular quantidades diferentes de coronavírus no nariz de cobaias humanas é terminantemente proibido. Esse tipo de experimento não pode ser realizado. Mas no início deste ano, pesquisadores na China tentaram algo semelhante em hamsters. Colocaram animais saudáveis e infectados pelo coronavírus em celas adjacentes. Algumas tinham tampões feitos com máscaras cirúrgicas, nenhum ratinho ficou infectado.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Máscaras disparam casos assintomáticos.

A ciência já sabe que cerca de 40% das infecções por coronavírus não produzem sintomas, são os denominados assintomáticos. Portam a doença, mas nem imaginam que a tenha. Mas as pesquisas estão mostrando que usar máscara faz disparar o número de assintomáticos. Uma pesquisa feita em uma fábrica de frutos do mar que estava passando por um surto, no Oregon, demonstrou que 90% dos infectados eram assintomáticos devido ao uso de máscara.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Os casos dos navios de cruzeiro.

Particularmente importante para os cientistas são os dados dos navios de cruzeiro que agrupam grande número de pessoas em locais próximos. Mais de 80% das pessoas que estavam no navio Diamond Princess, do Japão, tiveram infecções severas, muitos foram a coma e morte. Todos não usavam máscara. Mas em outro navio que saiu da Argentina e no qual todos os passageiros receberam máscaras, o nível de casos sintomáticos ficou abaixo de 20%. Hospitais e salões de beleza também receberam pesquisadores que tiveram resultados aproximados aos dos cruzeiros. Mas a melhor comprovação de que o uso de máscara inibe a ação do coronavírus vem dos países asiáticos. Japão, China, Taiwan e Coreia, onde o surto do coronavírus produziu uma imensa onda de mascaramento da quase totalidade de suas populações, conseguiram controlar o número de hospitalizações e mortes muito mais que na Europa, Estados Unidos e Brasil.

Regras de comentário