ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 22º

Em Pauta

Seus espermatozoides estão em apuros?

Por Mário Sérgio Lorenzetto | 26/03/2021 07:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Não sabemos muito bem o que pensar do esperma. Por um lado, os espermatozoides são heróis: os astronautas da biologia humana, as únicas células projetadas para deixar nosso corpo e explorar outros mundos. Mas, por outro lado, não passam de uns idiotas desastrados. Introduza-os em um útero e parecem curiosamente mal preparados para a única tarefa de que a evolução os incumbiu. São péssimos nadadores e parece que não tem senso de direção algum. Sem auxílio, os espermatozoides poderiam levar dez minutos para cruzar um espaço da largura de uma palavra nesta página.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Orgasmo masculino: lançando um foguete.

O que para o homem parece uma simples explosão de prazer, na verdade é como o lançamento de um foguete. Uma vez expelidos, ninguém sabe se os espermatozoides se movem ao acaso até tirarem a sorte grande ou se são atraídos para um óvulo por um sinal químico. De qualquer modo, em sua esmagadora maioria fracassam. As chances de fertilização bem sucedidas em um único ato sexual foram calculadas em não mais de diminutos 3%. Isto significa que se você pensa em ter filho, terá de se "divertir" muito. E se for do hemisfério ocidental, terá de se "divertir" ainda mais. Do nosso lado do hemisfério, a situação anda tão mal que cerca de um em cada sete casais necessita de ajuda médica para conceber. Veja a população da Índia e da China para perceber que do outro lado não necessitam de muita ajuda.


Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Queda acentuada de espermatozoides.

Diversos estudos em anos recentes relataram acentuada queda na produção de espermatozoides. Uma análise de 185 pesquisas ocidentais, mostrou que as contagens de espermatozoides nas nações ocidentais caíram mais de 50% entre 1973 e 2011. Entre as causas sugeridas (observem que são apenas sugestões) estão dieta, estilo de vida, fatores ambientais, frequência da ejaculação e até (sério) uso de cuecas apertadas. Mas a verdade é que ninguém sabe explicar. Há um estudo que relaciona essa queda com "uma classe de disruptores endócrinos encontrados em plásticos, cosméticos, sofás, pesticidas e outros produtos". Seja como for, "divirtam-se" muito, caso pensem em ter filhos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário