A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 26 de Setembro de 2017


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


10/08/2012 10:45

Amplavisão

Manoel Afonso

PESQUISAS Elas começam a ser divulgadas concomitantemente as movimentações iniciais nas médias e grandes cidades, enquanto se espera o horário eleitoral no rádio e TV. Há mais cautela do que euforia na aferição nos números.

SEGUNDO os marqueteiros e estudiosos, esses resultados servem como informação/ indicativo da postura/caminhos a seguir pelos candidatos. Lembra as primeiras voltas da F-1, onde o piloto recebe dados/orientações da equipe no box.

REFLEXO Não é por acaso que a soma dos votos brancos e “não sabem’ apresentam total bem próximo a performance dos candidatos melhores colocados. Esse grupo de eleitores vai se definir no decorrer da campanha e será decisivo.

DETALHE-1 Nas eleições municipais vota-se no candidato, não no partido. O eleitor afere as propostas e currículo dos candidatos e faz o cruzamento comparativo com as necessidades locais, não se deixando influenciar por temas nacionais.

DETALHE-2 Embora elas sejam iminentemente locais, essas eleições vão pesar na sucessão (estadual/federal) em 2014, além de servir como mapa indicativo nos dois últimos anos do Governo Dilma. Portanto, as eleições se atrelam.

DETALHE-3 A visibilidade dos candidatos depende de sua exposição na mídia. É a lei da redundância: propagando por mais tempo suas ideias, há maiores chances de vê-las captadas e aceitas. Ao eleitor cabe verificar: verdade ou mentira?

LEMBRO: Goebels adotou essa técnica para difundir os projetos de Hitler: ‘deve-se repetir a mentira várias vezes; ao final ela acabará sendo aceita como verdade’. O grande exemplo no Brasil foi na eleição de Collor. Deu no que deu.

‘A FESTA’ Em todo país verifica-se a ‘apelação’ dos partidos em busca de votos com candidaturas incompatíveis com a função. Essa banalização do pleito colabora com o desgaste da classe política aos olhos da opinião pública. É pena.

GREVES Quem diria hein! Provando do próprio veneno. Na ‘República Sindicalista’ os funcionários federais param por melhores salários, como aliás clamava o PT na oposição. Se vai respingar nas urnas em 2012, só o tempo dirá.

REPRISE A demora da justiça eleitoral na apreciação das impugnações atrapalha, travando as candidaturas. Aqui não é diferente. O eleitor – leigo no assunto – tem razões de sobra para criticar o atual sistema pouco pragmático.

SURFANDO O quadro sucesso nas principais cidades do MS mostra: Paulo Duarte pode ser o grande vitorioso do PT. Vários fatores e circunstâncias colaboram com seu favoritismo nas pesquisas até aqui. Será a salvação da lavoura petista?

O TRÔCO O Brasil fez o jogo de Chaves com o Paraguai suspenso do Mercosul. Muito bem! Agora o presidente paraguaio quer novas regras na cessão de energia de Itaipu para o Brasil. Mais uma trapalhada de Dilma e Cia.

MENSALÃO Após aquelas decisões da extradição do Battisti e da Reserva Raposa do Sol, você ainda acredita no STF? Analise a composição daquela corte e pare de sonhar que’ no final o bem sempre vence o mal’. Aqui, nem sempre!

PINÓQUIO Lula declarou que nada sabia; depois disse tratar-se de uma farsa, depois se considerou traído pelos companheiros, depois tentou adiar o julgamento e agora disse ter coisas mais importantes a fazer do que assistir o julgamento.

“A FRASE do ministro Marco Aurélio Melo (STF) lembra a defesa dos acusados do Mensalão: “O Brasil se tornou um país do faz de conta. Faz de conta que não se produziu o maior dos escândalos nacionais, que os culpados não sabiam”

‘CURIOSO’ Um amigo tentou marcar uma consulta pela Unimed e só havia vaga para janeiro de 2013. Conclusão: o atendimento ficou nivelado ao SUS. Agora, se a consulta for particular o médico encontra tempo na hora. É ‘zaz-traz’.

OS MÉDICOS colocam a clientela dos planos de saúde ‘na reserva’ ou ‘regra 3’ como no futebol. Se não houver clientes particulares ou casos mais lucrativos, eles atendem os beneficiários. O juramento do Hipocrates era de ‘araque’?

CARAS DE PAU O Governo virou refém dos usineiros; querem R$ 130 bilhões para construir 100 usinas destinadas ao etanol. Se o BNDES financia o metrô de Caracas e o Porto de Havana, a previsão é que vai se curvar a mais essa facada.

O CAMINHO Tomar esse tipo empréstimo é moleza: Juro baixo e prazo longo. Os usineiros conhecem o caminho das pedras: basta um projeto e bons padrinhos políticos. É impressionante como essas coisas funcionam no Brasil.

INCÓGNITA Quanto gastamos com nossos 259 atletas das Olimpiadas e 182 da Paraolimpíadas em Londres? Não se sabe, mas não é pouco. Levando-se em conta os resultados, conclue-se que cada medalha não sairá barato.

‘DE MOLHO’ Senador Antonio Russo em sua casa desde o dia 11 após cirurgia no cérebro decorrente de AVC. Está bem; continua naturalmente blindado pela família, apesar da insistente busca de notícias por parte dos amigos.

MUDANÇA Ao invés de apertar mãos e beijar criancinhas nas rua , os candidatos usam a internet com mensagens gentis e coloridas. Opção barata para tentar principalmente o voto jovem, mas ainda de resultados práticos duvidosos.

“...Nós não constatamos a existência do Mensalão” (Presidente Dilma, 27/02/2012)

Delação Premiada também no MS?
DELAÇÃO Lembra o verbo delatar, que no fundo é o mesmo que caguetar, uma palavra pouco usada por não soar bem aos nossos ouvidos. Também tem tudo a v...
PMDB refém da própria estratégia
ELE MUDOU Em 2002 Zezé de Camargo e Luciano cederam de graça a música "Meu país’ para Lula usar na campanha do PT. Agora Zezé disse numa entrevista: ...
Uma Semana da Pátria ‘inesquecível’
‘RONCAR PAPO’ A velha expressão que significa contar vantagens – sem atentar para as consequências – pode ser usada para definir as declarações do em...
Políticos na polícia – a rotina da corrupção
‘CIDADÃO NOTA 10’ Gostei muito de ser agraciado com a medalha de Honra do Mérito ‘Cidadão Nota ‘10’, uma iniciativa da jornalista Marinalva Pereira, ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions