A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


18/11/2011 11:00

Amplavisão

Manoel Afonso

EXAGERO! O lendário Villas Bôas Correia diz que “a função do vice é conspirar contra o titular”. Apesar da injustiça na generalização, ela abre a janela para discorrer sobre os critérios da escolha/funções do companheiro de chapa.

A PROPÓSITO: Na eleição prefeitural, a escolha de um bom candidato a vice prefeito soma, evita certos problemas, acomoda, atende interesses de grupos e partidos, mas não é decisiva para a vitória. Exceções existem, evidentemente.

QUESTÕES: Quais os últimos 5 vice prefeitos de sua cidade? Essa ‘pegadinha’ vai mostrar a falta de espaço do vice em nossa memória política. É como no amor: lembramos apenas de quem foi realmente importante. Não é?

DICAS O pré-candidato a vice precisa ter consciência: terá apenas expectativa de direito e será mero coadjuvante no caso de vitória. Se não tiver sabedoria/humildade para se contentar com seu espaço delimitado, é melhor desistir antes.

EVIDENTE que dependendo da cidade, ao vice-prefeito são reservadas atribuições compatíveis a sua formação profissional/capacidade gerencial. Mas ele não tem discurso próprio e precisa estar sempre afinado com o prefeito.

SOBRE a figura do vice-prefeito pipocam conceitos. Ele pouco aparece nas fotos, não desata fita de inauguração; se a administração vai bem não é lembrado, mas leva a culpa se ela decepciona. Mas não deixa de ser um cargo ‘interessante’.

‘ENGRAÇADO’ Já vi o filme! Na capital tem vários pretendentes ao posto de vice do pré-candidato a prefeito apoiado por Nelsinho/André. Mas do lado adversário, até aqui, não existe essa disputa para ocupar a vice de Vander Loubet.

DETALHE O bom desempenho nas pesquisas para prefeito, não garante vaga para a candidatura a vice. Ele poderá não transferir os votos caso seu eleitorado seja volátil. No caso, os eleitores seriam ‘absorvidos’ pelos adversários.

POLÍTICO veterano lembrava na AL: Candidato a vice prefeito geralmente não ajuda a bancar a campanha. Lembra aquela namorada ‘classuda’ no restaurante chic: gosta de tudo que é bom, mas nunca ajuda a pagar a conta salgada.

E AGORA? As faculdades reprovadas pelo MEC mostram a ‘seriedade’ com que o ensino é tratado no país. Mas os nossos políticos tem culpa no cartório, pois ajudaram para que elas fossem autorizadas a funcionar. Não é?

MOKA Tinha muita gente graúda também querendo, mas ele foi mais competente e ganhou a eleição para 2º vice presidente do Senado. Vitória desse porte conta muito naquele ‘universo onde habitam tantas cobras criadas’. Valeu!

SÓ AQUI! Se nos países do 1º Mundo qualquer deslize ou suspeita de conduta de ministros é motivo de renúncia, aqui o Governo finge que não viu e compactua com a safadeza. Se a economia decola, a moral aqui está em baixa.

DILMA não defendeu o acusado e muito menos demitiu o ministro. A opinião pública continua esperando uma atitude coerente dela. Será que os votos do PDT são mais importantes que os interesses da nação brasileira? A conferir.

‘O MENINO’ que ‘quebrou o pau’ na USP é Rafael Alves (29 anos), jubilado após 7 anos sem concluir Pedagogia; fez novo vestibular para continuar vivendo de graça no ‘campus’ e responde a 7 processos. Marginal ou boa gente?

DEPUTADO Cabo Almi é coerente. Acha que Zeca podou lideranças no PT. Foi assim lá atrás com o ‘Prego’, Vanderley Bispo e Ben Hur; E hoje com Kemps. De novo no PT só o Valter Pereira e o médico Mafuci Kadri. Nada acrescentam.

VALTER PEREIRA sem boas recordações de 2011. Brigou no PMDB; coordenou a campanha de Dilma aqui e levou uma ‘piaba’. Se não bastasse isso, ingressou no PT. Só pode estar com febre. Alguém precisa avisá-lo: o PT mudou.

UMA BELEZA! Impressiona o número de obras tocadas pela prefeitura da capital. Por onde você anda tem placas e homens trabalhando. Pelas minhas contas Nelsinho fecha 2011 em alta junto a população. Todos ganham com isso.

ATHAYDE é o vereador que melhor debate na Câmara da capital. Têm fôlego e cultura política, o que, aliás, poucos têm. Acerta ao insistir: ‘é preciso democratizar a democracia’, tanto nos partidos como na administração pública.

LEMBRANDO... Em nome da ‘democracia’ os partidos adotam a ditadura interna e não se oxigenam para continuar ‘roendo a rapadura’. Veja a trajetória do PT, inspirada na ditadura partidária de Fidel que sucedeu o ditador Batista.

A PALAVRA ditador precisa ser melhor analisada. O ditador dita o texto a ser escrito ou as normas a serem seguidas. Não admite interferências, apartes ou mudanças. O pior : os ditadores sempre chegam ao poder ‘pregando democracia’.

FALOU E DISSE! A fala de Jocelito Krug (Assomassul) no evento das emendas na AL retrata bem o grau de satisfação dos prefeitos com o Governo Estadual. Conversei com vários deles e senti otimismo em relação ao futuro de MS.

RUI BARBOSA: “A imprensa é a vista da nação. Por ela é que a nação acompanha o que lhe passa ao perto e ao longe, enxerga o que lhe malfazem, devassa o que lhe ocultam e tramam, colhe o que lhe sonegam, ou roubam...”

Em política, a comunhão de ódios é quase sempre a base das amizades. (Chaplin)

PMDB-PSDB, mais afinidades do que diferenças
O PODER vicia. Encontrei na Assembleia Legislativa com o ex-prefeito de Paranaíba ‘José Braquiária’ (PDT). Pelas expressões usadas, ainda não se conf...
Juiz Odilon tem até abril de 2018 para decidir futuro político
‘FACADAS’ Após o encontro entre Sergio Longen, presidente da Fiems (Federação das Indústrias de MS), e Junior Mochi, presidente da Assembleia Legisla...
Quem tem medo do deputado Carlos Marun?
PASTEL Nas eleições municipais de 2016, o ex-governador André Puccinelli e o atual deputado Paulo Siufi (ambos do PMDB) apostaram: se a vitória fosse...
Banheiro chique, parto da reforma e máfia do táxi
‘MOLEZA’ Mesmo para os neófitos, o exercício da vereança está sendo facilitada. Além de cursos e palestras nas câmaras e associações de vereadores, e...



Ditador é o indivíduo que concentra temporariamente todos os poderes do Estado; Ditadura é um regime de emergência, onde os Poderes do Estado se concentram nas mãos de um só homem. Seria apenas uma questão de semântica?
 
bene rodrigues costa em 20/11/2011 08:21:29
Nelsinho tem aproveitado seu bom relacionmento com a Presidenta Dilma, e tem carreado muitos recursos para o MS, o que dará fôlego para terminar bem o seu segundo mandato. Dessa forma ele poderá almejar até ser vice do Delcídio em 2014.
 
Paulinho Barbosa em 19/11/2011 10:56:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions