A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Maio de 2017


  • Ampla Visão
  • Ampla Visão

    com Manoel Afonso


26/10/2012 15:36

Futurologia

Manoel Afonso

FUTUROLOGIA  O que mudará no contexto das forças políticas após o 2º turno da capital? Se vencer o favorito Bernal o quadro irá merecer uma releitura com vistas a sucessão estadual, independentemente da eleição presidencial.

QUESTÕES  No final de 2013 o PT escolhe seu presidente regional. A trégua entre Zeca e Delcídio será mantida até lá? Como acomodar a situação pensando em 2014? Mas hoje Delcídio ficou maior que o PT e o próprio ex-governador.

E MAIS... Capitaneado por Murilo o PSB terá que peso? Atrairá mais gente? Nelsinho   por exemplo, teria condições legais de mudar de legenda porque estará sem mandato. Ora! Enquanto a população dorme, os políticos conversam.

AZAMBUJA Gente de Maracajú diz que apenas seria tímido, embora passe a imagem de político sem gestos de afetuosidade nas relações políticas.  Dará finalmente  um discurso próprio ao PSDB, sem a velha dependência ao PMDB?  

A PLACA  “Vamos com calma” – como dizem os mineiros. O alinhamento Azambuja-PT é ocasional, não é casamento consolidado. Os entraves são notórios. Na política é preciso fazer a leitura sem precipitação para não morrer na véspera.

ANDRÉ  Como se diz: ele também pensa! Sabe atalhar com a mesma capacidade de  descobrir os desvios. Não há garantias de que o rompimento com o PSDB ocorra em função do pleito da capital. Já tem gente atuando neste circuito.

ESTRAGOS  O desempenho pífio de Serra  antecipa um futuro ruim para o PSDB em 2014. Lula quer massacrar os tucanos no próprio ninho. Aécio tomará o comando do partido e se aliará ao PSB? Mas como ficarão os tucanos paulistas?  

CARÊNCIA  Ministro Joaquim Barbosa é visto  como herói – igual aos personagens do cinema e gibis infantis. Fruto da imagem negativa dos homens  públicos junto a opinião pública. Ele é de carne/osso, mas é autêntico e honesto.

DIFERENTE  Aos olhos do brasileiro, os ministros vivem em outra dimensão.  Neste caso, pela vez primeira, a sociedade acompanhou e entendeu as decisões pedagógicas do ministro.  O melhor: passou a ser referência de conduta à nova geração.

DESCONTENTES  Os únicos são do PT e Cia. Esse cidadão negro e humilde foi escolhido por Lula para prestigiar essa parcela sofrida da população brasileira. Mas ele  se manteve independente, não confundiu gratidão com subserviência.

INDIGNAÇÃO  Por que sós ladrões de galinha/remédios são condenados? Por que não imitamos os americanos mandando políticos e corruptos pra cadeia? Com a decisão do STF finalmente a sociedade deixará de insistir nesta velha cobrança.

AVISO  O julgamento deixa de saia justa quem chegar ao poder em 2012. As sentenças serão referências para todos os julgadores. A sociedade se sentirá no direito de cobrar o mesmo critério de avaliação por parte da justiça. Azar dos corruptos.

INSÔNIA  Nas conversas com gente implicada na ‘Farra da Publicidade’ do Governo Zeca notei aflição com a postura do STF sobre corrupção. Sem admitir ‘variantes’, essa decisão do Mensalão terá peso jurisprudencial para condenação.    

‘CULPA DA GENI’  Lá atrás, o PT defendia a imprensa livre e dela se servia para denunciar e chegar ao poder. Agora, acuados pelo STF, seus dirigentes culpam essa mesma imprensa. Esse pessoal acha que tudo pode. Devagar com o andor.

BALANÇO   Superou as expectativas: 58 vereadores (3 na capital), 1 prefeito e dois vices. Assim pode ser definido o desempenho do PSD no MS. Com juízo e habilidade acompanhados de coerência, pode crescer até 2014. Eu disse: pode.

‘A DEDO’  Poucos petistas participando da propaganda de Bernal.  A explicação é bem simples: as imagens de Zeca, Vander e outros podem remeter a ideia de que, em caso de vitória, a administração levaria a marca e o estilo do PT. Tem lógica.

A FATIA  Sem ingenuidade: além dos dividendos eleitorais em 2014, o PT sonha em abrigar sua gente na prefeitura. Aliás, muitos deles servindo em prefeituras petistas do interior, já sonhariam em ser repatriados para a capital.

‘DESEJOS’  Cargos com boa visibilidade, ‘status’, direito a diárias e  tantas outras vantagens povoam o imaginário de muitos pretendentes. Não se contentarão com missões inexpressivas como administração de cemitérios e praças.

AS CONTAS   Observadores insistem em lembrar das inexpressivas votações de Vander/Zeca e por consequência do próprio PT.  Se o discurso de Bernal prega renovação, a oligarquia de Zeca, fica na contramão, fora do contexto.

A PROPÓSITO  A partidarização da maquina administração não acabará nas cidades. O Planalto dá ‘exemplo’ com 23,5 mil cargos de confiança (na Inglaterra são 300). Esse critério acaba não valorizando a competência e a impessoalidade.

CLAMOR Essas eleições municipais mostraram que ela está superada. Mas legislação eleitoral mudará? A propaganda gratuita no rádio e TV permanecerá intocável? É justa? Há mesmo interesse do Governo e Cia pela tal reforma?

PONTO FINAL  “Todo ser pensante votará em você” – disse a entusiasmada eleitora a Adlai Stenvenson (democrata), na eleição contra Eisenhower. Ele ponderou: “Isso não é suficiente. Preciso da maioria.” Moral da história: venceu o republicano.

A  razão é escrava da emoção, e não ao contrário.  (David Hume)

Dúvida cruel: quem irá nos ‘salvar’ agora?
‘VALE TUDO’ Nesta novela de 1988, o personagem sacana vivido por Reginaldo Farias foge com a mulher e, na cabine do jatinho, dá uma ‘banana’ debochad...
Os estragos da tornozeleira nas eleições de 2018
DEGRADAÇÃO Também aqui as notícias sobre as atividades dos políticos cada vez mais inseridas no contexto policial. As diferenças apenas no ‘modus ope...
PMDB – protagonista ou coadjuvante em 2018?
“SUTIÃ DE ITU” Só ele para abrigar essas tetas. São 304 sindicatos de empregados no MS, 15.007 no Brasil. Se o parâmetro para aferir o progresso do P...
Abril – só 14 dias de pouca ou nenhuma receita
1-REFLEXÃO Mês de Abril – 10 dias de fim de semana, 3 dias de feriados e 1 de greve. Total: 14 dias de pouca ou nenhuma receita. Mas, no fim do mês o...



Nessas eleições municipais aqui no MS, ficou claro que a população não aguenta mais, e fez a opção pelo estilo democrático, que privilegia o diálogo. Parabéns eleitor do MS.
 
Paulinho Barbosa em 03/11/2012 08:54:10
Ponto Final: Serve para nós nas eleições para presidente de 2002/2006 e 2010 será pra

2014 também? até lá. De leve.
 
Dempsey conceição silva em 28/10/2012 07:49:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions