A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

24/09/2019 07:00

Campo Grande é a capital com menor índice de perdas de água do Brasil

Estudo do Instituto Trata Brasil identificou que, entre as capitais, a de Mato Grosso do Sul tem o menor índice de perdas de água

Post Patrocinado
A Águas trabalha constantemente na renovação da rede. (Foto: Divulgação)A Águas trabalha constantemente na renovação da rede. (Foto: Divulgação)

Estudo do Instituto Trata Brasil, organização que defende os avanços do saneamento básico e a proteção dos recursos hídricos do País, identificou que, entre todas as capitais brasileiras, Campo Grande é a que registra o menor índice de perdas de água: somente 19,4%. Esse é um dado que representa todo o trabalho e importantes investimentos realizados para a melhoria da qualidade da água e da eficiência da sua entrega à população. E a Águas Guariroba continua em ação por Campo Grande, agora modernizando parte da rede de abastecimento.

Quando falamos em perdas de água, falamos de um conjunto de problemas no sistema de distribuição pela cidade. “É diferente do desperdício que acontece quando se deixa a torneira aberta enquanto se escova os dentes. São falhas, vazamentos e interferências no circuito de tubulação, tanto nas ruas quanto nos hidrômetros. Podemos classificar como perdas também os furtos de água, ligações clandestinas e gatos”, explica a coordenadora de operação da Águas Guariroba, Francis Moreira Faustino.

Meta é garantir um sistema de abastecimento cada vez mais eficiente. (Foto: Divulgação)Meta é garantir um sistema de abastecimento cada vez mais eficiente. (Foto: Divulgação)

Infraestrutura e tecnologia

Para abastecer mais de 885 mil campo-grandenses, a Águas produz sete bilhões de litros de água por mês, que são distribuídos por uma rede de abastecimento de mais de 3,9 mil quilômetros. São 68 Válvulas Redutoras de Pressão (VRP) instaladas na rede para aliviar a pressão na tubulação e mandar informações em tempo real para o Centro de Controle de Operações (CCO), que monitora a rede 24 horas por dia.

Para uma medição precisa, a Águas conta também com um dos parques de hidrômetros mais novos do país, com idade média dos hidrômetros de 3,5 anos. Trinta e cinco mil desses medidores possuem tecnologia ultrassônica, fazendo com que eles tenham vida útil de até 16 anos.

Todos esses avanços estruturais se deram graças ao Programa de Redução de Perdas da Águas Guariroba (PRP). Desde sua implantação, em 2006, o Programa ajudou reduzir o índice de perdas em 37%, sendo considerado referência nacional.

Obras são realizadas em diversas regiões da cidade para que menos água se perca no trajeto de abastecimento. (Foto: Divulgação)Obras são realizadas em diversas regiões da cidade para que menos água se perca no trajeto de abastecimento. (Foto: Divulgação)

As principais ações do PRP são:

- Combate à fraude com ações de conscientização;
- Troca de hidrômetros antigos;
- Calibração ou troca de macromedidores;
- Microssetorização (subdivisão) do fornecimento de água;
- Controle da mínima noturna (volume de água disponibilizado durante a noite, quando o consumo é menor) por meio de telemetria;
- Geofonamento noturno para detectar vazamentos não-aparentes;
- Ações preventivas e mais agilidade no reparo das redes no caso de rompimento da tubulação;
- Maior controle de qualidade dos materiais utilizados pela empresa.

Além de todas essas ações, a Águas também está renovando parte da rede. Um investimento que vai garantir um sistema de abastecimento cada vez mais eficiente, com maior regularidade no fornecimento de água para a população e, principalmente, que vai fazer com que menos água seja perdida do trajeto de abastecimento.

imagem transparente
Busca

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.