A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

08/05/2019 08:10

Cassems lança plano para reduzir despesas e agilizar atendimento a paciente

O pacote aprovado pelo Conselho de Administração da Cassems entra em vigor já nas próximas semanas

Post Patrocinado
A expectativa é que já no primeiro mês das implantações, seja reduzido cerca de R$ 523 mil e no primeiro ano R$ 6.2 milhões. (Foto: Divulgação)A expectativa é que já no primeiro mês das implantações, seja reduzido cerca de R$ 523 mil e no primeiro ano R$ 6.2 milhões. (Foto: Divulgação)

Constantes aumentos de custos assistenciais levaram o Conselho de Administração da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) a lançar um pacote de medidas para melhorar o fluxo de atendimentos e reduzir gastos administrativos até 2022.

No plano que entra em prática a partir deste ano, estão a construção de uma usina Solar Fotovoltaica, redução de contratos, taxas e tarifas financeiras. A expectativa é que já no primeiro mês das implantações, seja reduzido cerca de R$ 523 mil e no primeiro ano R$ 6.2 milhões.

O grande ganho para os usuários é a redução no tempo de espera por atendimento em unidades hospitalares. A Caixa dos Servidores decidiu fazer o descredenciamento das operadoras Agemed Planos de Saúde Empresarial, Bradesco Saúde e Sul América. A medida tem até 90 dias para entrar em vigor e, a partir daí, os hospitais Cassems de Dourados e Campo Grande não atenderão usuários desses planos.

Pensando na redução de gastos, a Cassems inova mais uma vez e adere à fonte de energia elétrica renovável. A adesão garantirá economia de, aproximadamente, 50% no custo mensal de energia. Em cerca de 120 dias todas as Unidades Hospitalares da Caixa dos Servidores, exceto a de Três Lagoas, serão abastecidas por energia solar fotovoltaica. Energia limpa e renovável que, além de economia financeira, oferece impacto zero no meio ambiente.

A Usina Solar Fotovoltaica (um complexo repleto de módulos fotovoltaicos, ou placas solares) da Cassems será construída em Terenos. Desse complexo partirá a energia necessária para abastecer a rede hospitalar.

“Administrar um plano de saúde, guardadas as devidas proporções, como o fato de a inflação na saúde ser, em média, quase 3 vezes maior que a inflação geral, é como cuidar da economia de casa. É preciso ajustar e conter gastos sempre que possível. O pacote de medidas administrativas que apresentamos tem esse objetivo: reduzir gastos e melhorar o fluxo de atendimento. Além disso, confirmando a vocação de uma empresa inovadora, a Cassems adota o que há de mais moderno e sustentável em energia, uma grande preocupação da nossa administração em todas as obras e projetos desenvolvidos. Nós crescemos e queremos crescer muito mais, mas, sempre, prezando pelo equilíbrio e pela sustentabilidade ambiental e financeira”, explica o presidente da Cassems, Ricardo Ayache.

imagem transparente
Busca

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.