ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 13º

Conteúdo Patrocinado

Manifesto do Movimento Conjuntura: Bruno Pereira e Dom Phillips

Por Post patrocinado | 29/06/2022 07:45
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips escancara as entranhas do atual governo, revelando a política de retrocesso do processo civilizatório: Ironial cruel para quem atribuí aos indígenas a pecha de “selvagens”!

Quando Ricardo “Boiada” Salles sugeriu utilizar a desatenção de outras pautas, por conta da dramática disseminação da Covid19, para acelerar o desmonte dos órgãos de proteção e fiscalização da Amazônia, era nítido o escárnio do governo com essa obrigação. O então ministro, em relações promíscuas com madeireiros e mineradores ilegais, deixava clara a opção de se privilegiar o crime em detrimento da floresta e das pessoas que nela habitam.

A indiferença do Ministério da Saúde diante da pandemia em Manaus, onde brasileiros morreram asfixiados por falta de oxigênio, demonstra sem véus a ausência de empatia das autoridades para com o sofrimento coletivo daquela população.

Paralelamente, a porção oriental do Amazonas, na divisa com o Perú e a Colômbia é, gradativamente, entregue ao crime organizado, que se vale da tríplice fronteira para melhor operar as suas ações predatórias e fazer circular o narcotráfico. Lá estão áreas indígenas, algumas ainda isoladas, outras com povos de contato recente,  as quais, ameaçadas em sua integridade criam a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari – Univaja.

Perguntas que não calam: Onde está o Conselho da Amazônia? Onde está o Comando Militar da Amazônia, ao qual incumbe a vigilância e defesa desse território?   A internacionalização da Amazônia é fato, ao se constatarem ali a ausência do Estado e o crime organizado agindo livremente.

Denúncias sobre as atividades ilegais e sobre ameaças foram encaminhadas ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal, sem que fossem levadas em consideração. Assim, as mortes perpetradas contra Bruno e Dom eram anunciadas, enquanto as autoridades permaneciam inertes. Ao acontecer foi preciso muita pressão, inclusive internacional, para que os órgãos responsáveis começassem a agir.

A visita do prefeito a Amarildo da Costa e a convocação dos Procuradores Municipais de Atalaia do Norte e de Benjamin Constant para patrocinarem a defesa do criminoso, torna clara a relação de subordinação de autoridades locais ao crime organizado.

A nota precipitada da Polícia Federal afirmando não haver mandante para esse crime e nem presença de organização criminosa, meio que encerrando o caso, sugere o desejo de se livrar rapidamente desse desastroso fato para a imagem do Governo.

Esse processo da necropolítica foi coroado com a realização de uma motociata de Bolsonaro e seus apoiadores, no domingo 19/06, justamente em Manaus, três dias depois de confirmadas as mortes de Bruno Pereira e Dom Phillips, sem uma palavra do presidente sobre o ocorrido. Dispensa comentários.

É fundamental que entidades de defesa de causas sócioambientais,  cidadãos comprometidos com a ordem democrática, defensores  dos valores da nacionalidade, pessoas que almejam uma sociedade justa e solidária se unam para exigir transparência nas investigações e a retomada do Vale do Javari, defendendo e protegendo essa região. Abaixo o narcotráfico; a mineração, o desmatamento, a caça e a pesca ilegais; a grilagem. Respeito aos povos indígenas.

Aderiram ao Manifesto em Junho de 2022:

Adriano Augusto da Silva de Souza - Empresário

Ahmad Schabib Hany - Advogado

Alex Fraga - Jornalista

Alfredo Sulzer – Economista

Alessandra Lescano Tavares - Artista

Amarílio Ferreira Junior – Historiador/Professor

Ana Carolina Brambila Costa - Professora

Ana Claudia Delgado Bastos Braga - Engenheira Sanitarista e Ambiental

Ana Lucia Alves Simões Corrêa – Economista

Anahi Cerzozimo - Bióloga

Andréa Freire - Produtora cultural e Diretora teatral

Antônio Firmino de Oliveira Neto - Geógrafo/Professor

Aparecida Bueno Nogueira - Engenheira civil e Professora

Athayde Nery de Freitas Junior – Advogado

Áurea Domingues - Assistente Social

Beatriz Alves Simões Corrêa – Médica

Benoal Prado Sobral - Servidor Público

Bianca Machado – Atriz e Diretora

Carlos Aparecido Ferrari - Funcionário Público

Carlos Martins Júnior – Historiador

Carmelino Rezende – Advogado

Catarina Cristaldo Arantes Cristaldo - Empreendedora

Celito Espíndola – Músico

Cibele Toledo Câmara Neder - Médica

Cícero Melo dos Santos - Funcionário Público

Claudia Gonçalves - Antropóloga do Incra

Dante Filho – Jornalista

Dayci Saldanha – Psicóloga

Deila Nazaré Resende - Professora aposentada

Dercy Mary Pinto Saldanha – Designer

Diego Aparecido Calofa - Agricultor

Dionedson Cândido Terena - Educador popular/Assessor Parlamentar

Dirceu Peters – Arquiteto

Edilson Dos Santos Sarate – Economista

Edir Viegas - Jornalista

Eduardo Ramirez Meza - Cientista social

Eliane Elena Vilalba Gonçalves – Economista

Elias Borges de Campos – Cientista Social

Eliane Pletz Neder - Psicóloga

Elisângela Maria do Nascimento – Bióloga

Eluiza Bortolotto Ghizzi - Arquiteta

Eliza Emília Cesco - Professora

Elizabeth Maria Azevedo Bilange – Professora

Eunice Rocha Mecelis Cabral - Sanitarista

Everton Bermudez - Servidor público Estadual

Fayez Jose Rizk - Arquiteto

Fred Henrique Gadonsky – Poeta

Gabriel Gabino - Fotógrafo

Geraldo Augusto - Ambientalista

Geraldo Duarte – Jornalista

Geraldo Espíndola -  Cantor e Compositor

Gilda Maria Buainain - Do lar

Gilma Conceição Gonzalez – Economista Aposentada

Heloisa Helena Gianotti Pereira - Engenheira Agrônoma

Horácio Souza - Engenheiro Agrônomo

Humberto de Mello Pereira - Ex-presidente do Idaterra

Humberto Espíndola - Artista plástico

Humberto ledo Câmara Neder - Funcionário Público Aposentado

Ilva Maria Xavier Canale – Artista

Isabela Porto Cavalcanti - Professora

Ismael da Silva Machado - Consultor empresarial

Izac de Oliveira Belino Bonfim – Professor/Turismólogo

Jacqueline Bezerra Lopes - Jornalista

Janete Andrade de Lima – Pedagoga

Jane Aparecida da Silva – Assistente Social

Jairo Fontoura - Advogado

Jerry Espíndola - Cantor e Compositor

João Carlos Torraca Godin – Economista

João Fernando Pelho Ferreira – Historiador/Professor

João Filipe Domingues Brasil - Professor

João Prestes - Jornalista e Historiador

João Roberto Talavera - Servidor Público/ Professor

Johny Medeiros - Arquiteto e Urbanista

Jorge Marques Batista - Funcionário Público Aposentado

José Alfredo Buainain - Produtor Rural

José António de Amorim Júnior – Arquiteto

José Antônio Segatto - Historiador, Livre-docente UNESP, Conselheiro FAP.

José Carlos da Silva – Professor

José Macio Licerre - Professor Aposentado

José Orcírio Miranda dos Santos - Ex-Governador de MS

Jozine Fontoura Corrêa – Assistente Social

Karla Viegas - Produtora Cultural

Landes Pereira - Economista

Latia Cristina Nascimento Figueira. Historiadora/Professora

Lázaro Godoy Neto - Biólogo/Presidente do Sindagua

Lenta Brum Leite Pereira - Advogada

Leonardo Neder de Faro Freire - Arquiteto e Urbanista

Lia Toledo Brambilla Gasques - Arqueóloga

Lúcia Inês S. B. Buainain – Pedagoga

Lúcia Salsa Correa – Historiadora/Professora

Luiz Assef Buainain - Engenheiro Civil

Luzia Dornelles da Rosa – Professora Aposentada

Marcia dos ReisMeggiolaro - Bibliotecaria

Marcos Rogério Heck Dorneles - Professor

Marcos Terena - Aeronauta

Maria Aparecida Dantas – Professora

Maria Augusta Santos Rahe Pereira - Médica

Maria do Carmo Souza Drumond – Professora

Maria Emília Ramalho Sulzer - Assistente Social

Maria Helena Andrade – Bióloga/Professora

Maria Mercedes Alencar – Professora

Maria Stela Lemes Brandão - Aposentada

Marina Buainain Machado Gonçalves - Empresária

Marisa Bittar  Historiadora/Professora

Maura Simões Corrêa Neder Buainain – Arquiteta

Maurício Antônio Pompílio - Médico

Maurício Ottoni Braga - Administrador

Milton Augusto Pasquotto Mariani -  Geógrafo/Professor

Moacir Lacerda - Engenheiro Civil/Músico

Neila Janes Viana Vieira - Arquiteta e Urbanista/funcionária Pública

Nelson Marisco – Cartógrafo/ Professor

Nelson Sulzer - Médico

Nery da Costa Júnior - Desembargador Federal

Norberto Antônio Chaves Soares - Arquiteto e Urbanista/Funcionário Público

Norma Saturnino de Lacerda – Economista

Osmar Mariano - Aposentado

Odon Nakasato  - Músico

Paulo César Barbosa - Engenheiro Civil

Paulo Eduardo Cabral -  Sociólogo/Professor

 Paulo Marcos Esselin - Historiador/ Professor

 Paulo Roberto Cimó Queiroz – Historiador/ Professor

Pedro César Kemp Gonçalves - Psicólogo/ Deputado Estadual de MS.

Pedro Guilherme Garcia Góes – Artista Plástico

Raquel Anderson – Escritora

Regina Maura Lopes Couto Cortez - Arquiteta e Urbanista

Renato Mattos de Souza – Advogado

Ricardo Cesar Caraffa - Médico Pediatra e Sanitarista

Rogério Vicente Ferreira – Professor

Ruth Barbosa Martins - Jornalista/ Funcionária Pública aposentada

Samuel Medeiros - Advogado e Escritor

Sandra Cristina de Souza - Geógrafa/Professora

Sandra Maria Francisco de Amorim - Professora Universitária

Sidiney Terena - Jornalista

Sylvia Cesco – Escritora

Tamires Soares Yule - Bióloga

Terezinha de Jesus Garcia Ferreira - Representante Comercial

Terezinha Pereira Braz - Professora Universitária

Thiago Godoy – Professor da Rede Pública de MS

Tito Carlos Machado de Oliveira – Geógrafo/Professor

Valéria Ribeiro - Artesã

Valmir Batista Correa – Historiador/Professor

Vander Loubet - Deputado Federal

Vicentina Socorro da Anunciação – Geógrafa/ Professora

Victor Hugo Cerzózimo - Estudante

Viviane Viaut Moreira - Aposentada

Walter Guedes da Silva – Geógrafo/Professor

Washington Luiz Pereira de Souza – Economista

Yara Penteado - Antropóloga

Yonne Orro – Professora/ Quadro do Partido Cidadania

Yuri da Silva Matias - Estudante Universitário

Yves Drosghic – Advogado

Zita Iara Santos - Farmacêutica

Zulmira Flora Silva Hamzo - Farmacêutica e Bioquímica

Nos siga no Google Notícias