A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

26/07/2019 19:05

Aluno fica sem certificado após escola perder autorização para curso

Instituto informou que SED autorizou que outras escolas certifiquem alunos, mas Secretaria nega

Aletheya Alves
Instituto fica na Avenida Júlio de Castilho, Vila Silvia Regina. (Foto: Divulgação/Facebook)Instituto fica na Avenida Júlio de Castilho, Vila Silvia Regina. (Foto: Divulgação/Facebook)

Um ano após finalizar os estudos, aluno do IMAC (Instituto Mattje de Capacitação) está em saga para conseguir certificação em curso técnico de agropecuária. Já trabalhando na área, foi informado que o Instituto perdeu autorização para ministrar o curso e, consequentemente, certificar alunos.

Oferecido pelo IMAC, o curso envolveu aulas teóricas, práticas e estágio supervisionado durante os dois anos feitos por Aelson Fernandes Caceres Filho, de 25 anos. O aluno é um dos 53 que ficaram sem certificação após a escola perder autorização para oferecer o curso. A maior preocupação é em ter dificuldades de continuar no mercado de trabalho sem o documento.

Um ano de tentativas - Os esforços para conseguir a certificação começaram em julho de 2018, mas apenas em março deste ano o aluno conseguiu respostas. “Procurei a escola na época e o diretor não falava nada. Tentei tantas vezes que desisti e resolvi ir atrás da SED (Secretaria de Estado de Educação) para ver o que conseguiria fazer”, disse.

De acordo com Aelson, a falta de autorização da escola só foi informada ao ir até a SED. A partir daí começaram as tentativas para conseguir o certificado em outros locais, “A SED tinha dito que conseguiríamos fazer provas por outras escolas, mas depois recusaram e falaram que não poderiam fazer nada”.

Em nota, o IMAC informou haver liberação da SED para transferência dos alunos e certificação em outras escolas, enquanto a Secretaria nega qualquer acordo ou convênio. Segundo posição enviada pela SED, foi realizado apenas repasse de informações pelo Conselho Estadual de Educação sobre possibilidades aos alunos em reunião.

“A SED não pode assumir cursos de instituições particulares que, por alguma razão, não cumpram com a legislação educacional estadual. Ainda assim, informou que oferece o curso técnico em agropecuária nos municípios de Aquidauana e Camapuã, no entanto essas escolas não são certificadoras”.

Sobre a perda de autorização para ministrar aulas do curso, a nota do IMAC explica que não houve conclusão de carga horária total solicitada pelo Conselho Estadual de Educação, “o curso era legal, tanto que a escola continua em funcionamento, o único curso que ela deixou de oferecer foi esse. Era para ter atingido 1800 horas no total e não conseguiu durante esse período. Estamos solucionando da melhor maneira possível”.

Direto das Ruas – A sugestão e as fotos chegaram ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions