A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

05/12/2014 18:17

Gestante dá a luz em recepção de hospital de Campo Grande, veja vídeo

Alan Diógenes
Gestante ficou segurando bebê no colo até ser encaminhada para dentro do hospital. (Foto: Reprodução).Gestante ficou segurando bebê no colo até ser encaminhada para dentro do hospital. (Foto: Reprodução).

Uma gestante deu a luz na sala de espera do Hospital Geral El Kadri, na Rua Doutor Arthur Jorge, no Centro de Campo Grande. Segundo testemunha, que filmou toda a cena, quando a grávida chegou ao hospital já estava em trabalho de parto, com dores. "A funcionária da recepção pediu para ela esperar e ela ficou uma hora esperando", diz o leitor que enviou as imagens ao Campo Grande News, mas pediu para não ser identificado.

O hospital confirmou o caso, mas disse que não fala sobre o assunto. O responsável pelo vídeo conta que estava no local para ter notícias do tio, que sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral), e está internado. Ele gravou toda a movimentação, até o nascimento do bebê, com um celular. 

"Depois que o bebê nasceu, chegaram os enfermeiros e a levaram para dentro. Eles fizeram o primeiro atendimento e cortaram o umbigo (cordão umbilical) do bebê ali mesmo. A mulher estava sangrando muito. Olha foi uma situação constrangedora e um descaso com a população. Jamais achei que presenciaram uma cena dessas”, explicou.

No vídeo, a gestante aparece em uma cadeira de rodas, é auxiliada por uma acompanhante que pega o bebê e o coloca no colo da mãe. Em seguida, os enfermeiros chegam com uma toalha para enrolar o recém nascido. Ouve-se uma voz de uma enfermeira pedindo para não filmarem, então o rapaz deixa de registrar a cena. A gestante aparece bastante pálida e com expressão facial de dor.

O acompanhante da gestante também não quis comentar o assunto. Mãe e bebê passam bem.



E fácil achar quem defenda o hospital, mas as pessoas se esquecem q se tratava de vidas de ser humanos, realmente toda mulher q entra em trabalho de parto tem muita dor e fica pálida mas nos pagamos tantos impostos pra q uma vida venha em uma cadeira pelo amor de Deus cade a Ética dos profissionais q estavam nesse hospital, de q esta servindo o juramento q esses profissionais fazem, olha o constrangimento de dar a luz em uma recepção do hospital gente q vergonha q essa mãe não sentiu, q vergonha desse hospital e desses profissionais q acham q temos q esperar a boa vontade deles,vocês trabalham com vidas não em um frigórico, se não vão tratar a vida com respeito vão procurar outro serviço. Fiquei indignada com a situação.

 
MAEZONA em 06/12/2014 15:54:38
Vamos esclarecer algumas coisas. A gestante não ficou uma hora esperando na recepção. Não entrou pq não tinha uma cadeira de rodas para subir. Isso sim foi uma falha do hospital. Mesmo que nao atendam emergência ali, uma cadeira de rodas na recepção deveria ter. Mas devem ter sido uns 10 minutos aguardando. Outra coisa, mulher em trabalho de parto e parto fica pálida e tem dor, toda mulher que esta parindo sente dor. o sangue existe sim depois que o bb nasce, isso tb é normal. Gente bbs nascem, simples assim. Isso é normal. Sem necessidade de ficar filmando e postando na internet. Ainda mais com dados errados.
 
Tati em 05/12/2014 23:09:42
Só pra recordar que a mais ou menos duas semanas uma policial civil morreu nesse hospital ao dar a luz ao seu primeiro filho, uma menina chamada Eloá que ficou conhecida pela campanha de leite materno pois ela estava precisando visto que sua mãe havia morrido. Aí você pensa o que desses hospitais?? Tomara que não tenha acontecido nada grave com essa mãe e esse bebê!
 
Vanessa Maia em 05/12/2014 22:23:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions