ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 23º

Direto das Ruas

Morador critica proposta de transporte de eucalipto pela Estrada Parque

Conselho Gestor discute amanhã plano de manejo da Estrada Parque de Piraputanga

Por Mylena Fraiha | 11/12/2023 17:06
Vista aérea da Estrada Parque de Piraputanga, município de Aquidauana (MS) (Foto: Arquivo/Álvaro Rezende)
Vista aérea da Estrada Parque de Piraputanga, município de Aquidauana (MS) (Foto: Arquivo/Álvaro Rezende)

O Conselho Gestor da Estrada Parque de Piraputanga realizará sua última reunião trimestral do ano nesta terça-feira (12) às 9h, no Campus UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) em Aquidauana, a 141 km da Capital. O principal ponto de discussão será o plano de manejo da Estrada Parque de Piraputanga, que ainda está em processo de elaboração.

Um dos pontos fez a população ligar o sinal de alerta. Durante a reunião, será apresentada a proposta de escoamento de eucalipto por dentro do distrito de Palmeiras, até a BR-262, por meio da Estrada Parque Piraputanga (MS-450). Ocorre que moradores também querem ter acesso aos detalhes sobre o transporte.

Comerciante de 54 anos, que pediu para não ser identificado, destacou que está preocupado com os impactos no meio ambiente e na infraestrutura local. Segundo ele, três meses atrás, a estrada MS-450 apresentava risco de deslizamento no km 18. "Houve reparos recentes naquela área, que estava trincando e com possibilidade de ceder e cair da serra, no Rio Aquidauana", explicou o comerciante.

Na opinião dele, se o trecho já é complicado para veículos pequenos, não suportará veículos pesados, como caminhões de transporte de eucalipto. "O caminhão que leva eucalipto é grande, normalmente bitrem. Agora, imagine um veículo desse tamanho passar por ali", expressou o comerciante.

O Governo do Estado investiu mais de R$ 21 milhões na extensão de pouco mais de 18 quilômetros que liga Palmeiras, Piraputanga e o Camisão. As obras contaram com pavimentação, drenagem e uma ponte de concreto sobre o Córrego das Antas.

De acordo com o conselheiro integrante do Conselho Gestor da Estrada Parque de Piraputanga, Alexandre Périco, a questão do escoamento de madeira surgiu na manhã desta segunda-feira (11). "Ainda não temos detalhes da questão da madeira. Sabemos que será algo que funcionará em Palmeiras, mas não temos detalhes", explicou.

Segundo Alexandre, a atual prioridade do conselho é a efetivação do plano de manejo da região. “O plano de manejo estando pronto é o que vai permitir o que pode ou não pode ser feito ali na região. Estaremos discutindo o cronograma na reunião de amanhã”.

A reportagem tentou contato com o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) para saber mais detalhes da reunião e se há alguma previsão de aprovação do plano de manejo da reunião. Entretanto, até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias